a BÍBLIA para todos Edição Comum (BPT)
4

Vida que agrada a Deus

41Enfim, irmãos, já receberam de nós orientações sobre o caminho que devem seguir para agradarem a Deus. Pedimo-vos vivamente em nome do Senhor Jesus que continuem por esse caminho, como têm feito até aqui, para progredirem cada vez mais. 2Lembram-se das orientações que vos demos da parte do Senhor Jesus. 3A vontade de Deus a vosso respeito é que vivam em santidade, afastados da imoralidade. 4Que cada um saiba usar com dignidade e honra o seu próprio corpo. 5Não se deixem levar pelos maus desejos como fazem aqueles que não reconhecem Deus. 6Neste ponto ninguém deve fazer mal ao seu irmão, nem prejudicá-lo. Como já vos tínhamos dito e avisado, o Senhor castiga duramente todos esses pecados. 7Pois Deus não nos chamou para a imoralidade mas para vivermos em santidade. 8Portanto, aquele que desobedece a estes preceitos não é a um homem que desobedece, mas sim a Deus, que vos dá o seu Espírito Santo.

9No que se refere ao amor pelos irmãos, já nem precisam que vos diga nada, pois têm-se deixado guiar por Deus no amor uns pelos outros. 10E o vosso amor fraterno estende-se até aos irmãos que vivem em toda a Macedónia4,10 Ver 1,7 e nota.. Mas exortamo-vos, irmãos, a progredirem cada vez mais. 11E procurem viver em paz; resolvam os vossos assuntos e trabalhem com as vossas próprias mãos como vos recomendámos. 12Assim serão estimados pelos de fora e não terão necessidade de mais ninguém.

A vinda do Senhor

13Irmãos, não queremos que andem na ignorância a respeito dos que morrem, para não se mostrarem tristes como os outros que não têm esperança. 14Pois se nós acreditamos que Jesus morreu e ressuscitou, também Deus reunirá com Jesus todos os que morreram em união com ele.

15O que eu tenho a dizer em nome do Senhor é que nós, os que estivermos ainda vivos quando o Senhor vier4,15 Paulo considera provável que ele e alguns dos destinatários ainda se encontrem vivos quando chegar o fim do mundo. Ver 4,17 e comparar com 5,1–3., não precederemos os que já morreram. 16O próprio Senhor, ao sinal dado pela voz do arcanjo4,16 Arcanjo. Anjo de categoria superior. e pela trombeta de Deus, descerá do céu, e os que morreram em união com Cristo ressuscitarão primeiro. 17Depois nós, os que estivermos vivos, seremos conduzidos sobre as nuvens do céu, ao encontro do Senhor, juntamente com eles. E assim estaremos eternamente com o Senhor4,17 Sobre os v. 15–17, ver 1 Co 15,51–52.. 18Por isso confortem-se uns aos outros com estas palavras.

5

51Irmãos, quanto ao tempo e às circunstâncias em que isso vai acontecer não é preciso que vos escreva agora. 2Sabem muito bem que o dia do Senhor há de vir como um ladrão, pela calada da noite5,2 Comparar com Mt 24,43; Lc 12,39; 2 Pe 3,10.. 3Quando alguém disser: «Há paz e segurança5,3 Ver Jr 6,14; 8,11; Ez 13,10.», é então que repentinamente a desgraça cairá sobre eles. Será como uma mulher grávida que começa a sentir as dores do parto: não conseguirão escapar.

4Mas meus irmãos, vocês não vivem na escuridão da noite, de modo que aquele dia vos apanhe de surpresa como o ladrão, 5pois todos pertencem à luz e ao dia. Nós não somos da noite, nem da escuridão. 6Por isso mesmo, não andemos a dormir como os outros, mas estejamos vigilantes e sóbrios. 7Tanto os que dormem como os que se entregam à embriaguez é de noite que o costumam fazer. 8Mas nós, que pertencemos ao dia, vivemos com sobriedade, protegidos pelo escudo da fé e do amor e pelo capacete da esperança da salvação5,8 Ver Is 59,17; Ef 6,14.17.. 9Com efeito, Deus não nos destinou a sofrermos o seu castigo mas a alcançarmos a salvação por meio de Jesus Cristo, nosso Senhor. 10Ele morreu por nós para vivermos sempre em união com ele, quer estejamos vivos ou mortos quando ele vier. 11Por isso, animem-se e ajudem-se uns aos outros como têm feito até aqui.

Recomendações finais e saudações

12Irmãos, queremos pedir-vos que respeitem aqueles que, em nome do Senhor, trabalham no vosso meio e são vossos responsáveis e orientadores. 13Tratem-nos com toda a estima e amor por causa da missão que eles têm. E procurem viver em paz uns com os outros.

14Pedimos igualmente, irmãos, que chamem à atenção os indisciplinados5,14 Ou: preguiçosos., confortem os que andam desanimados, cuidem dos doentes e tenham paciência com todos. 15Prestem atenção! Que ninguém pague aos outros mal por mal. Mas procurem sempre o bem uns dos outros e o bem de todos. 16Conservem sempre a alegria, 17vivam permanentemente em oração 18e deem graças a Deus por tudo pois esta é a vontade de Deus a vosso respeito, em união com Cristo Jesus. 19Não impeçam a ação do Espírito, 20nem desprezem a voz dos profetas, 21mas examinem tudo: e assim guardem o que é bom 22e fujam de tudo o que é mau.

23Que o Deus da paz vos torne totalmente perfeitos e conserve irrepreensível todo o vosso ser, espírito, alma e corpo, até à vinda de Jesus Cristo, nosso Senhor. 24Aquele que vos chamou é fiel e há de realizar aquilo que prometeu.

25Irmãos, lembrem-se também de nós nas vossas orações.

26Saúdem todos os irmãos com um beijo fraterno. 27Peço-vos, em nome do Senhor, que leiam esta carta a todos eles.

28Que a graça de Jesus Cristo, nosso Senhor, esteja convosco.