a BÍBLIA para todos Edição Comum (BPT)
2

Recomendações sobre a oração

21Peço, em primeiro lugar, que todos façam a Deus orações, pedidos, súplicas e ações de graças por todos. 2Orem pelos que governam e exercem autoridade, para podermos viver em paz e sossego, louvando a Deus com dignidade e com todo o respeito. 3Assim é que deve ser e esta é a vontade de Deus, nosso Salvador. 4Ele quer que todos se salvem2,4 Comparar com Ez 18,23. e cheguem ao conhecimento da verdade.

5É que há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens: Jesus Cristo, que é homem 6e deu a vida por todos2,6 Comparar com Mt 20,28.. Esta foi a mensagem que Deus revelou na altura própria. 7É disto que eu fui nomeado mensageiro, apóstolo2,7 Comparar com 2 Tm 1,11. e mestre, para ensinar a fé e a verdade aos não-judeus. Digo a verdade; não digo mentiras.

8Quero pois que os homens, ao fazerem oração em qualquer lugar, o façam erguendo as mãos2,8 Erguendo as mãos.Gesto tradicional de oração entre os hebreus. Ver Ex 9,29; 1 Rs 8,22. puras, sem ódios nem intrigas. 9Às mulheres quero pedir que se apresentem com dignidade, com modéstia, sem grandes penteados, nem ouro, nem joias nem vestidos luxuosos2,9 Comparar com 1 Pe 3,3.. 10Apresentem-se como convém a mulheres que se preocupam principalmente em agradar a Deus pelas boas ações.

11As mulheres aprendam em silêncio e com toda a humildade. 12Não lhes permito que ensinem nem deem ordens aos homens, mas devem ficar em silêncio. 13Primeiro foi criado Adão e só depois Eva, 14e quem caiu na tentação não foi Adão. A mulher é que foi tentada e cometeu a transgressão2,14 Sobre os v. 13–14, ver Gn 2,7.21–22; 3,1–6.. 15Mas, criando os seus filhos, as mulheres salvar-se-ão, se modestamente permanecerem na fé, no amor e em santidade.

3

Responsáveis da comunidade

31É bem verdade aquilo que se costuma dizer: «Se alguém aspira ao episcopado deseja uma importante missão.» 2Pois o bispo3,2 Bispo. Um responsável que guia a comunidade. Ver Tt 1,7. deve ser uma pessoa de boa reputação, marido fiel3,2 Outra tradução: casado uma só vez., sóbrio, prudente, equilibrado, acolhedor, e deve ter capacidade para ensinar. 3Não deve ser pessoa dada ao vinho, nem a levantar conflitos, mas tolerante e calmo. E não deve ser interesseiro. 4Deve ser um bom chefe da sua própria família e saber educar os filhos no respeito, com toda a dignidade. 5Pois se alguém não é capaz de ser um bom chefe da sua própria família como pode assumir responsabilidades na igreja de Deus? 6Que não seja crente de há pouco tempo, para não se envaidecer, pois receberia o mesmo castigo que recebeu o Demónio. 7Convém ser uma pessoa respeitada até pelos de fora, para não se tornar motivo de difamação nem cair na armadilha preparada pelo Demónio3,7 Sobre o modelo a que deve corresponder o responsável da comunidade, ver Tt 1,6–9..

Outras pessoas ao serviço da comunidade

8Do mesmo modo, também os diáconos3,8 Diácono. Nome que se usava no cristianismo primitivo para designar as pessoas que se encarregavam da assistência aos pobres e doentes. devem ser pessoas dignas e homens de palavra. Não devem ser dados ao vinho nem gananciosos, 9mas devem viver o mistério da fé com uma consciência sincera. 10Estes devem ser primeiro postos à prova e, só depois, se não houver nada contra eles, é que podem dedicar-se ao seu trabalho.

11As mulheres que servem na igreja3,11 Ou: as suas mulheres, isto é, dos diáconos. devem ser igualmente dignas; não devem ser murmuradoras, mas pessoas de bom senso e fiéis em tudo. 12Os diáconos devem ser maridos fiéis3,12 Ou: casados uma só vez., bons pais para os filhos e bons chefes de família. 13E aqueles que cumprirem bem a sua missão tornam-se merecedores de grande consideração e podem falar com autoridade sobre a fé em Cristo Jesus.

O mistério da fé cristã

14Escrevo-te estas coisas, mas espero ir, em breve, ter contigo. 15Entretanto, se eu demorar, ficas a saber como te deves comportar na casa de Deus, que é a igreja do Deus vivo. Ela é a coluna e o fundamento da verdade.

16O mistério da fé que proclamamos é realmente grande:

Cristo manifestou-se como homem,

foi proclamado justo pelo Espírito3,16 Comparar com Rm 1,4.,

foi contemplado pelos anjos,

foi anunciado entre os não-judeus,

foi aceite com fé pela Humanidade

e foi enaltecido com glória.

4

Falsas doutrinas

41Porém o Espírito Santo diz claramente que, nos últimos tempos, alguns deixarão a fé, para prestar atenção a espíritos mentirosos e seguir doutrinas de demónios. 2Hão de seguir os que lhes ensinam a mentira como se fosse verdade, que abafaram a voz da sua consciência4,2 Ou: que têm na consciência a marca do fogo dos criminosos. Os criminosos e os escravos recebiam uma tatuagem feita com o fogo. 3e impedem as pessoas de casar e proíbem certos alimentos. Mas Deus criou todos os alimentos para que os crentes que aceitaram a verdade se pudessem servir deles, dando graças a Deus. 4Pois tudo aquilo que Deus fez é bom4,4 Ver Gn 1,31.. E nada merece desprezo, se nos servirmos disso dando graças a Deus. 5Com a oração e a palavra de Deus, tudo fica santificado.

Deveres do responsável pela comunidade

6Ensina isto aos irmãos e serás um colaborador fiel de Cristo Jesus. Assim mostrarás que te alimentas dos princípios da fé e da verdadeira doutrina que aceitaste. 7Mas rejeita as lendas vulgares e inconvenientes. Exercita-te na piedade. 8O exercício físico, por si mesmo, tem pouco valor. Mas a vida piedosa vale tudo, pois leva consigo uma promessa de vida, tanto para agora como para o futuro. 9Esta palavra é bem verdade e digna de confiança. 10Se desta maneira nos cansamos e esgotamos a trabalhar4,10 Alguns manuscritos têm: e somos insultados., é porque pusemos a nossa esperança no Deus vivo. Ele é o Salvador de todos os homens e sobretudo dos que têm fé.

11Ensina e recomenda estas coisas. 12Ninguém te deve desprezar por seres ainda novo. Pelo contrário, deves ser um exemplo para os crentes nas palavras, na conduta, no amor, na fé e na pureza. 13Até eu chegar, dedica-te a ler a Escritura aos fiéis4,13 Referência à leitura pública das Escrituras, tal como se praticava nas sinagogas, uso que os cristãos continuaram. Ver Lc 4,16–21; At 13,14–16., a encorajá-los e a ensiná-los. 14Não te esqueças do dom que recebeste, quando foste indicado pelos profetas da igreja e os responsáveis colocaram as mãos sobre a tua cabeça4,14 A imposição de mãos sobre uma pessoa era um gesto com o qual se conferia autoridade a alguém. Ver At 6,6; 1 Tm 5,22; 2 Tm 1,6.. 15Lembra-te destas coisas e dedica-te a elas, para que todos possam ver os resultados do teu esforço. 16Presta atenção a ti mesmo e àquilo que ensinas. Continua firme nestas coisas, pois assim conseguirás a salvação para ti e para aqueles que te ouvem.