a BÍBLIA para todos Edição Comum (BPT)
2

Coragem na defesa da boa nova

21Quanto a ti, meu filho, fortalece-te na graça que vem de Cristo Jesus. 2E o que ouviste de mim, diante de muitas testemunhas2,2 Estas testemunhas são os ouvintes e os colaboradores da pregação de Paulo., transmite-o a pessoas de confiança que sejam capazes de o ensinar a outros. 3Compartilha os sofrimentos como fiel soldado de Cristo Jesus. 4O soldado que vai para a guerra deixa de se preocupar com os negócios da vida civil para poder agradar ao comandante. 5E quem toma parte numa competição desportiva só recebe o prémio se cumprir as regras do jogo2,5 Comparar com 1 Co 9,24–27.. 6O camponês que trabalha é que deve ser o primeiro a beneficiar do fruto do seu trabalho. 7Fixa bem o que te digo, pois o Senhor há de ajudar-te a compreender tudo isto.

8Lembra-te de Jesus Cristo, que ressuscitou de entre os mortos, o qual é da descendência de David, segundo o meu evangelho. 9É por ele que eu tenho sofrido até ao ponto de ser preso como um malfeitor. Mas a palavra de Deus não está acorrentada. 10Por isso eu suporto tudo, pensando nos que foram escolhidos por Deus, para que também eles possam ter a sua parte na salvação em Cristo Jesus, juntamente com a glória eterna. 11É bem verdade aquilo que se diz:

«Se com ele morrermos, com ele viveremos;

12se nos mantivermos firmes2,12 Ou: se soubermos sofrer. reinaremos com ele;

se o renegarmos, também ele nos há de renegar.

13Se nos tornarmos infiéis, ele continua sempre fiel,

pois não pode negar-se a si mesmo2,13 Sobre os v. 11–13, comparar com Rm 6,8; Mt 10,33; Lc 12,9; Nm 23,19.

O trabalhador fiel

14Recorda a todos estas coisas, advertindo-os em nome de Deus, para não armarem discussões que não servem para nada, a não ser para perdição dos que as ouvem. 15Prepara-te para te apresentares diante de Deus de maneira que lhe agrade, como um trabalhador que não tem nada de que se envergonhar e que proclama a palavra da verdade com retidão.

16Evita os palavreados mundanos que não servem senão para aumentar a descrença. 17As palavras dos que assim falam alastram como a gangrena. Entre esses estão Himeneu2,17 Ver 1 Tm 1,20. e Fileto. 18Eles afastaram-se da verdade e fazem perder a fé aos outros, dizendo que a ressurreição já aconteceu. 19Porém, o fundamento estabelecido por Deus está bem firme. E nele está escrito: O Senhor conhece aqueles que lhe pertencem. E ainda: Todo aquele que invoca o nome do Senhor deve afastar-se da injustiça2,19 Comparar com Nm 16,5; Jo 10,14; 1 Cr 8,3; e ainda Nm 16,26..

20Numa casa rica não há só utensílios domésticos de ouro e prata. Há também alguns de madeira e de barro. Uns servem para fins nobres, outros para usos mais correntes. 21Portanto, quem está limpo dessas coisas é um utensílio nobre, purificado e útil ao dono, e serve para fazer tudo o que é bom.

22Mas tu, foge das paixões da juventude. Procura a justiça, a fé, o amor e a paz com todos os que invocam o nome do Senhor, de coração sincero. 23Evita as conversas estúpidas e insensatas. Bem sabes que só produzem discórdias, 24e quem está ao serviço do Senhor não deve andar metido em discórdias. Mas deve tratar toda a gente com delicadeza, deve saber ensinar e ser capaz de suportar o mal. 25Deve saber corrigir os seus adversários com mansidão, pois talvez Deus os leve a arrependerem-se para reconhecerem a verdade. 26E assim escapam da armadilha do Demónio que os traz amarrados para fazerem o que ele quer.

3

Dificuldades nos últimos tempos

31Fica sabendo que, quando chegarem os últimos tempos, hão de vir momentos difíceis. 2Os homens serão egoístas, gananciosos, pretensiosos, orgulhosos, blasfemos, desobedientes aos pais, mal-agradecidos e descrentes. 3Serão gente sem amor nem espírito de colaboração. Serão caluniadores, desonestos, desumanos, inimigos do bem, 4traidores, insolentes, duros de entendimento e mais amigos dos prazeres do que de Deus. 5Têm aparências de piedade, mas renegam a sua verdadeira força. Foge também deles. 6Ao número destes pertencem igualmente os que andam pelas casas e enganam pobres mulheres carregadas de pecados, que se deixam levar por um desejo qualquer. 7Elas frequentam sempre a instrução religiosa sem nunca conseguirem chegar ao conhecimento da verdade. 8Do mesmo modo que Janes e Jambres3,8 Janes e Jambres. Nomes que a tradição judaica dava aos magos egípcios que se opuseram a Moisés. Ver Ex 7,11.22. se levantaram contra Moisés, também estes se levantam contra a verdade. São homens de entendimento corrompido e fracos na fé. 9Mas não hão de chegar muito longe, pois a sua loucura será desmascarada por todos, como o foi a daqueles dois.

Exortação à fidelidade

10Tu, porém, seguiste-me no ensino, no comportamento, nas intenções, na fé, na paciência, no amor, na persistência, 11nas perseguições e nos sofrimentos que tive de passar em Antioquia, em Icónio e em Listra. Quantas perseguições tive de sofrer! Mas o Senhor livrou-me de todas elas3,11 Sobre o que Paulo passou nas referidas cidades, ver At 13—14. Ver ainda Sl 34,20.. 12E todos os que quiserem viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos.

13Mas os maus e os intrujões serão cada vez piores, enganando os outros e ficando eles mesmos enganados. 14Tu, porém, mantém-te firme naquilo que aprendeste e aceitaste confiante. Sabes bem de quem o aprendeste3,14 Ver 1,5; 2,2. 15e que desde a infância conheces as Sagradas Escrituras. Sabes que elas podem dar-te a sabedoria que leva à salvação, pela fé em Cristo Jesus. 16Toda a Escritura é inspirada por Deus e serve3,16 Ou: Qualquer Escritura inspirada por Deus serve para. para ensinar, convencer, corrigir e educar, segundo a vontade de Deus, 17a fim de que quem serve a Deus seja perfeito e esteja pronto para fazer tudo o que é bom.

4

41Diante de Deus e de Cristo Jesus, que há de vir julgar os vivos e os mortos, e em nome da sua vinda e do seu reino, uma coisa te peço encarecidamente: 2prega a palavra; insiste a tempo e fora de tempo; avisa, repreende, exorta com muita paciência e dedicação ao ensino. 3Pois há de vir o tempo em que os homens não aguentarão a sã doutrina, mas no desejo de ouvir coisas agradáveis ao ouvido, hão de ir à procura de muitos mestres. 4Deixam de prestar atenção à verdade e correm atrás de lendas. 5Mas tu, sê vigilante em tudo, suporta as dificuldades, comporta-te como mensageiro do evangelho e cumpre a tua missão.

6Quanto a mim, chegou a hora de oferecer a minha vida em sacrifício4,6 Ver Fp 2,17. e o tempo da minha morte aproxima-se. 7Lutei pela boa causa, percorri o meu caminho e guardei a fé. 8Só me resta agora receber a merecida recompensa, que o Senhor me dará no dia do juízo. Ele é o juiz justo e há de dar-me essa recompensa não só a mim, mas também a todos aqueles que esperaram com amor a sua manifestação.

Recomendações pessoais

9Vem ter comigo o mais depressa possível, 10pois Demas4,10 Sobre Demas, ver Cl 4,14; Fm v. 24. Sobre Tito, ver 2 Co 8,23; Gl 2,3; Tt 1,4. abandonou-me. Preferiu as coisas deste mundo e foi para Tessalónica. Crescente foi para a Galácia e Tito para a Dalmácia. 11Só Lucas é que ficou comigo. Traz contigo Marcos, que me é muito útil no cumprimento da minha missão4,11 Sobre Lucas, ver Cl 4,14; Fm v. 24. Sobre Marcos, ver At 12,12.25; Cl 4,10; Fm v. 24.. 12Tíquico mandei-o para Éfeso4,12 Sobre Tíquico ver At 20,4; Ef 6,21–22; Cl 4,7–8..

13Quando vieres, traz-me a capa que deixei em Tróade em casa de Carpo. Traz também os manuscritos, sobretudo os que estão escritos em pele4,13 Sobre Tróade, ver At 20,6. Os livros em pele de carneiro ou de cabra eram os pergaminhos..

14Alexandre, o latoeiro, fez-me muito mal. Que Deus o trate conforme merece4,14 Sobre Alexandre, ver 1 Tm 1,20. Ver ainda 2 Sm 3,39; Sl 28,4; 62,13; Pv 24,12; Rm 2,6.. 15Tem cuidado com ele, pois levantou muitas dificuldades à minha pregação.

16No meu primeiro julgamento ninguém me defendeu. Todos me abandonaram. Que Deus lhes perdoe. 17Mas o Senhor esteve comigo, deu-me forças e fez com que a boa nova que lhes anunciei desse muito fruto e que todos os não-judeus me escutassem. Assim fui salvo da boca do leão. 18O Senhor há de livrar-me de todo o mal e há de dar-me a salvação no seu reino celestial. A ele seja dada glória para todo sempre. Ámen.

Cumprimentos

19Dá cumprimentos meus a Prisca e Áquila e à família de Onesíforo4,19 Sobre Prisca e Áquila, ver At 18,2.. 20Erasto ficou em Corinto. Trófimo deixei-o doente em Mileto4,20 Sobre Erasto, ver At 19,22; Rm 16,23. Sobre Trófimo, ver At 20,4; 21,29.. 21Faz o possível por vires antes do inverno.

Éubulo, Pudente, Lino, Cláudia e todos os crentes mandam-te cumprimentos.

22Que o Senhor esteja contigo e que a graça de Deus esteja convosco!