a BÍBLIA para todos Edição Comum (BPT)
11

A torre de Babel

111Naquele tempo a Humanidade falava uma única língua e todos usavam as mesmas palavras. 2Mas a certa altura, puseram-se a caminho, saindo do oriente, e chegaram a uma planície na Mesopotâmia onde se fixaram. 3Disseram então uns para os outros: «Vamos fazer tijolos e cozê-los no forno!» Os tijolos serviam-lhes de pedra e o betume fazia as vezes da argamassa. 4Depois disseram: «Agora, vamos construir uma cidade com uma grande torre que chegue até ao céu, pois temos de ficar famosos antes que tenhamos de nos dispersar pelo mundo11,4 Ou: para não termos que nos dispersar pelo mundo.

5O Senhor desceu, para ver a cidade e a torre que os homens estavam a construir 6e disse então para consigo: «Eles são um só povo e falam todos a mesma língua. Agora puseram-se a fazer isto e depois ninguém mais os poderá impedir de fazerem aquilo que projetarem fazer. 7Vou lá baixo confundir as suas línguas, de modo que eles se não entendam uns aos outros.» 8E desta forma, o Senhor, os dispersou por todo o mundo e eles desistiram de construir a cidade. 9Por isso, aquela cidade ficou a chamar-se Babel, porque foi lá que Deus confundiu as línguas da Humanidade e foi de lá que os dispersou por todo o mundo11,9 Babel. Nome hebraico para Babilónia. Neste texto, o nome é posto em relação com o verbo balal, que significa “confundir”..

Descendentes de Sem até Abraão

(1 Crónicas 1,24–27)

10Esta é a lista dos descendentes de Sem11,10 Esta lista pretende fazer a ligação entre a história de Noé e a de Abraão..

Sem tinha cem anos, quando nasceu o seu filho Arfaxad, dois anos depois do dilúvio. 11Depois do nascimento de Arfaxad, Sem viveu ainda quinhentos anos e foi pai de filhos e filhas. 12Arfaxad tinha trinta e cinco anos quando nasceu o seu filho Chela. 13Depois do nascimento de Chela, viveu ainda quatrocentos e três anos e foi pai de filhos e filhas.

14Chela tinha trinta anos de idade quando nasceu o seu filho Héber. 15Chela viveu ainda quatrocentos e três anos, depois do nascimento de Héber e foi pai de filhos e filhas.

16Héber tinha trinta e quatro anos de idade quando nasceu o seu filho Peleg. 17Depois do nascimento de Peleg, Héber viveu ainda quatrocentos e trinta anos e foi pai de filhos e filhas.

18Peleg tinha trinta anos de idade quando nasceu o seu filho Reú. 19Depois do nascimento de Reú, Peleg viveu ainda duzentos e nove anos e foi pai de filhos e filhas.

20Reú tinha trinta e dois anos de idade quando nasceu o seu filho Serug. 21Depois do nascimento de Serug, Reú viveu ainda duzentos e sete anos e foi pai de filhos e filhas.

22Serug tinha trinta anos de idade quando nasceu o seu filho Naor. 23E, depois do nascimento de Naor, Serug viveu ainda duzentos anos e foi pai de filhos e filhas.

24Naor tinha vinte e nove anos quando nasceu o seu filho Tera. 25Depois do nascimento de Tera, Naor viveu ainda cento e dezanove anos e foi pai de filhos e filhas.

26Depois dos setenta anos de idade, Tera teve três filhos: Abrão, Naor e Haran.

27Esta é a lista dos descendentes de Tera. Tera foi pai de Abrão, Naor e Haran. E Haran foi pai de Lot. 28Haran morreu antes de Tera, seu pai, na sua terra natal, em Ur, cidade da Caldeia.

29Abrão e Naor casaram-se. A mulher de Abrão chamava-se Sarai e a mulher de Naor era Milca, filha de Haran e irmã de Jisca. 30Mas Sarai era estéril e não conseguia ter filhos.

31Então Tera saiu de Ur, na Caldeia, levando consigo Abrão, seu filho, e Lot, filho de Haran, seu neto, e Sarai, sua nora e mulher de Abrão, com o intuito de irem para a terra de Canaã. Mas chegaram a Haran11,31 Haran. Cidade da alta Mesopotâmia. Como Ur, na baixa Mesopotâmia, era um centro de culto lunar. e ficaram lá a morar. 32Tera viveu até aos duzentos e cinco anos de idade e morreu em Haran.

12

Chamamento e migração de Abrão

121O Senhor disse a Abrão12,1 Abrão. Mais tarde (17,5) este nome vai ser mudado para Abraão.: «Deixa a tua terra, os teus parentes e a casa do teu pai e vai para a terra que eu te vou mostrar12,1 Comparar com Is 51,2; At 7,2–4; Hb 11,8–10.. 2Farei de ti um grande povo12,2 As três promessas de Deus a Abraão (12,2.3.7) percorrem o resto de Génesis como um refrão e apontam de maneiras complementares a esperança do futuro.; hei de abençoar-te e tornar-te famoso. O teu nome será uma bênção. 3Hei de abençoar os que te abençoarem e amaldiçoar os que te amaldiçoarem. E através de ti serão abençoados todos os povos do mundo.»

4Abrão pôs-se a caminho, tal como o Senhor lhe tinha ordenado, e Lot foi com ele. Abrão tinha setenta e cinco anos de idade quando saiu de Haran. 5Levou consigo a sua mulher Sarai e Lot, seu sobrinho, mais todos os bens que possuíam e a gente que trabalhava para ele em Haran e foram a caminho da terra de Canaã. Quando chegaram à terra de Canaã, 6Abrão foi atravessando o país até Siquém, junto da árvore sagrada de Moré. Naquele tempo, quem habitava o país eram os cananeus.

7Ali Deus apareceu a Abrão e disse-lhe: «Vou dar esta terra aos teus descendentes.» E Abrão construiu um altar em honra do Senhor, no lugar onde ele tinha aparecido. 8Dali partiu em direção à montanha que está a oriente e montou a sua tenda, deixando Betel a ocidente e Ai a oriente. Construiu lá um altar em honra do Senhor e prestou-lhe culto. 9Depois foi avançando em direção ao Negueve12,9 Ou: em direção ao sul..

Abrão e Sarai no Egito

10Houve então uma terrível fome em Canaã12,10 Acontecimentos muito semelhantes são narrados em 20,1–18 e 26,6–11. e Abrão encaminhou-se para o Egito, para ficar por lá algum tempo. 11Quando estava já quase a chegar ao Egito, disse a Sarai, sua mulher: «Eu sei que tu és uma mulher muito bonita. 12Quando os egípcios te virem, dizem logo que és minha mulher e são capazes de me matar para ficarem contigo. 13Diz portanto que és minha irmã12,13 Segundo 20,12, Sarai era realmente meia-irmã de Abraão., para que eu seja bem tratado, por tua causa, e possa continuar vivo, graças a ti.»

14Ao chegarem ao Egito, os egípcios, de facto, repararam que ela era muito bonita. 15Viram-na também os oficiais do faraó12,15 Faraó. Título dado ao rei do Egito e já usado pelos egípcios no século XV a.C. Em egípcio significava, inicialmente, “casa grande”, isto é, palácio, corte. e foram elogiá-la junto do faraó. E assim a mulher de Abrão foi levada para o palácio do faraó. 16Abrão, por seu lado, foi bem tratado por causa dela. Arranjou rebanhos de ovelhas e vacas, burros, jumentas e camelos e tinha criados e criadas ao seu serviço.

17O Senhor infligiu grandes castigos ao faraó e à sua família, por causa de Sarai, mulher de Abrão. 18Então o faraó mandou chamar Abrão e perguntou-lhe: «Por que é que fizeste uma coisa destas? Por que não me disseste que ela era tua mulher? 19Disseste que era tua irmã e eu casei com ela. Mas uma vez que é tua mulher, aqui a tens, podes levá-la.» 20O faraó mandou alguns homens para fazerem sair do Egito Abrão com a sua mulher e com tudo o que lhe pertencia.

13

Abrão separa-se de Lot

131Abrão saiu do Egito com a sua mulher e com tudo o que lhe pertencia, acompanhado ainda por Lot, e encaminharam-se para o Negueve. 2Abrão possuía grandes rebanhos, prata e ouro. 3Depois foi viajando do Negueve para Betel, para o lugar onde tinha colocado anteriormente a sua tenda, entre Betel e Ai. 4Tinha lá construído um altar e ali prestou culto ao Senhor.

5Também Lot, que acompanhava Abrão, possuía rebanhos de ovelhas e de vacas e muitas tendas. 6Por isso, não podiam habitar juntos, porque não havia espaço suficiente para a riqueza que cada um deles já tinha. 7Surgiram pois conflitos entre os pastores de Abrão e os de Lot. Além disso, naquela altura os cananeus e os perizeus habitavam também no país.

8Então Abrão disse a Lot: «Não devem existir desentendimentos entre nós nem entre os nossos pastores, porque somos da mesma família. 9Tens o país inteiro à tua disposição para poderes escolher. Peço-te que te separes de mim. Se fores para a esquerda, eu vou para a direita e se fores para a direita, eu vou para a esquerda.»

10Lot olhou para o vale do Jordão: tinha bastante água e era como um jardim maravilhoso, semelhante ao Egito, estendendo-se até à região de Soar. Isto foi antes de Deus ter destruído Sodoma e Gomorra13,10 Sodoma e Gomorra são apresentadas aqui como um paraíso semelhante ao Éden (2,8–10). Sobre a sua destruição, ver Gn 18–19.. 11Lot escolheu, por isso, o vale do Jordão e encaminhou-se para oriente. E assim se separaram um do outro. 12Abrão vivia na terra de Canaã e Lot vivia nas cidades do vale do Jordão e foi montar a sua tenda junto de Sodoma. 13Mas os habitantes de Sodoma eram maus e cometiam ações contrárias à vontade do Senhor.

14Depois de Lot se ter separado, o Senhor disse a Abrão: «Deste lugar em que te encontras olha para norte e para sul, para oriente e para ocidente! 15Todo este país que estás a ver eu to dou a ti e aos teus descendentes, para sempre13,15 Ver 12,2 e nota. Comparar com At 7,5.. 16Farei com que os teus descendentes sejam tão numerosos como o pó da terra. Ninguém consegue contar os grãos de pó da terra. Do mesmo modo, ninguém conseguirá contar os teus descendentes. 17Agora podes percorrer esta terra em todas as direções, pois é a ti que eu a dou.»

18Abrão levantou o acampamento e foi viver para os carvalhos de Mambré, em Hebron, e construiu lá um altar em honra do Senhor.