a BÍBLIA para todos Edição Comum (BPT)
40

Jeremias fica com Godolias

401O Senhor falou de novo a Jeremias, depois de o comandante babilónio Nebuzaradan o ter posto em liberdade, em Ramá. Jeremias fora conduzido até ele acorrentado, juntamente com outros prisioneiros de Jerusalém e de Judá, que iam ser exilados para a Babilónia. 2O comandante levou Jeremias à parte e disse-lhe: «O Senhor, vosso Deus, tinha anunciado esta desgraça contra esta terra. 3E realmente ele cumpriu o que disse. Tudo isto aconteceu, porque o teu povo pecou contra o Senhor e lhe desobedeceu. 4Agora vou tirar as correntes dos teus pulsos e vou dar-te a liberdade. Se quiseres ir comigo para a Babilónia podes ir, que eu cuidarei de ti. Mas se não quiseres, não és obrigado. Podes escolher em todo o país um lugar para habitar; vai para onde quiseres.»

5Antes de Jeremias ter respondido, Nebuzaradan acrescentou: «Volta para junto de Godolias, filho de Aicam e neto de Chafan, a quem o rei da Babilónia fez governador das cidades de Judá. Podes ficar com ele e habitar junto do povo, ou ir para onde desejares.» Seguidamente deu-me um presente e comida, para levar comigo, e deixou-me ir em liberdade. 6Fui para junto de Godolias, em Mispá, e habitei junto do povo que ficou na terra.

Godolias, governador de Judá

7Alguns oficiais e soldados de Judá não se tinham entregado. Ouviram que o rei da Babilónia tinha nomeado Godolias governador do país e o tinha encarregado de todos os que não foram levados prisioneiros para a Babilónia, que eram a gente pobre da terra.

8Assim Ismael, filho de Netanias, Joanan, filho de Careia, Seraías, filho de Tanumet, os filhos de Efai, de Netofa, e Jazanias, da região de Macá, dirigiram-se com os seus homens a Godolias, que se encontrava em Mispá. 9Godolias disse-lhes: «Não tenham medo de se sujeitar aos babilónios. Fiquem no país, submetam-se ao rei da Babilónia e tudo vos correrá bem. 10Eu próprio ficarei em Mispá e responderei por vós, quando os babilónios aqui vierem. Dou-vos autorização de colher e armazenar vinho, fruta e azeite e de viver nas aldeias que ocuparem.»

11Entretanto os israelitas que se encontravam em Moab, Amon, Edom e noutros locais, ouviram que o rei da Babilónia tinha dado autorização a alguns israelitas de permanecerem em Judá e que Godolias era o governador. 12Então deixaram os lugares para onde tinham fugido e regressaram a Judá. Chegaram à presença de Godolias, em Mispá e colhiam uvas e fruta em grande quantidade.

Godolias é assassinado

13Depois disto, Joanan e os capitães das tropas que não se tinham entregado, foram também a Godolias, em Mispá, 14e disseram-lhe: «Não sabes que o rei Baalis, de Amon, mandou Ismael matar-te?» Porém Godolias não quis acreditar.

15Então Joanan disse-lhe confidencialmente: «Deixa-me ir matar Ismael e ninguém saberá. Por que deveria ele vir assassinar-te? Isso faria com que os judeus que se reuniram à tua volta se dispersassem, e seria a destruição para todo o povo que ficou em Judá.»

16Porém Godolias respondeu-lhe: «Não faças isso! O que estás a dizer acerca de Ismael não é verdade!»

41

411No sétimo mês daquele ano, Ismael, filho de Netanias e neto de Elisama, membro da família real e um dos oficiais superiores do rei, dirigiu-se a Mispá com dez homens, a fim de se encontrar com Godolias. Enquanto comiam juntos, 2Ismael e os dez homens que o acompanhavam, puxaram das espadas e mataram Godolias. 3Ismael matou também todos os habitantes de Judá que estavam com Godolias em Mispá e os soldados babilónios que ocasionalmente se encontravam ali.

4No dia seguinte, antes de se saber do assassinato de Godolias, 5oitenta homens chegaram de Siquém, Silo e Samaria. Tinham cortado a barba, rasgado a roupa em sinal de luto e feito golpes na sua própria carne41,5 Ver Jr 48,37; 1 Rs 18,28; Jb 1,20; Ed 9,3.. Traziam farinha e incenso como oferta para o templo do Senhor. 6Então Ismael saiu de Mispá; foi ao seu encontro a chorar e, ao encontrar-se com eles, exclamou: «Venham comigo ver o que aconteceu a Godolias, filho de Aicam!»

7Mal entraram na cidade, Ismael e os seus homens mataram-nos e atiraram os cadáveres para um poço. 8Porém dez homens do grupo, imploraram a Ismael: «Por favor, não nos mates! Possuímos trigo, centeio, azeite e mel escondidos no campo!» Por isso, poupou-lhes a vida. 9O poço para onde Ismael atirou os corpos dos homens que matou quando matou Godolias era um poço que o rei Asa tinha feito, durante o cerco do rei Bacha, de Israel. Esse poço ficou cheio com cadáveres.

10Em seguida, Ismael prendeu as filhas do rei, bem como o resto do povo que se encontrava em Mispá, sob as ordens de Godolias, a quem o comandante Nebuzaradan fizera governador. Ismael levou-os prisioneiros e partiu em direção ao território de Amon.

11Quando Joanan e os oficiais do exército que estavam com ele souberam do crime que Ismael tinha cometido, 12foram no seu encalço com todos os seus homens, para o atacarem, e apanharam-no perto do grande poço que está em Guibeon. 13Quando os prisioneiros que Ismael tinha levado de Mispá, viram Joanan e os oficiais que estavam com ele, alegraram-se muito, 14e conseguiram escapar para junto deles. 15Ismael e oito dos seus homens fugiram de Joanan e refugiaram-se no território de Amon.

16Então Joanan e os oficiais que estavam com ele, tomaram conta do povo que Ismael fizera prisioneiro, em Mispá, após ter assassinado Godolias. Entre eles havia soldados, mulheres, crianças e eunucos; eram os que eles libertaram em Guibeon. 17No caminho, detiveram-se em Guerut-Quimeam, que fica perto de Belém, ao fugirem para o Egito, 18a fim de escapar aos babilónios. Mas ficaram cheios de medo deles por causa de Ismael ter assassinado a Godolias, a quem o rei da Babilónia nomeara governador do país.

42

Jeremias intercede pelo povo

421Em seguida, os oficiais do exército, incluindo Joanan, filho de Careia e Jazanias, filho de Hosaías, foram ter com Jeremias acompanhados por gente de todos os níveis, 2e pediram-lhe: «Faz, por favor, o que te pedimos! Intercede por nós junto do Senhor, nosso Deus! Ora por todos nós que sobrevivemos. Dantes, éramos muitos; agora, como vês, somos poucos. 3Ora para que o Senhor, nosso Deus, nos mostre o caminho que devemos seguir e o que devemos fazer.»

4O profeta Jeremias respondeu: «Pois bem, orarei ao Senhor, nosso Deus, tal como me pedem; e o que ele disser vos comunicarei, sem vos ocultar nada!»

5Disseram em seguida: «Que o Senhor nos sirva de testemunha verdadeira e fiel, se não obedecermos à ordem que o Senhor, teu Deus, te comunicar para nos transmitires. 6Seja ou não do nosso agrado, obedeceremos ao Senhor, nosso Deus, junto de quem te pedimos que intercedas por nós. Tudo correrá bem, porque estamos dispostos a obedecer-lhe.»

Resposta do Senhor

7Dez dias depois, o Senhor falou a Jeremias. 8Este mandou chamar Joanan, os oficiais do exército que estavam com ele e outras pessoas de todos os níveis sociais 9e disse-lhes: «O Senhor Deus de Israel, junto de quem me pediram para interceder em vosso favor, manda-vos a seguinte mensagem:

10“Se estiverem dispostos a continuar a viver nesta terra, hei de ajudar-vos a crescer e não vos destruirei42,10 Ver 1,10; 24,6; 31,28; 45,4.. Pois estou arrependido da desgraça que fiz cair sobre vós. 11Não tenham medo do rei da Babilónia! Não se preocupem com ele. Eu estou convosco, vou socorrer-vos e livrar-vos do seu poder. Palavra do Senhor! 12Vou tratar-vos com amor e misericórdia e vou fazer com que possam voltar para a vossa terra.

13Mas se se recusarem a obedecer ao Senhor, vosso Deus, e não quiserem viver nesta terra 14dizendo, pelo contrário: Não! Preferimos ir viver no Egito, onde não ouviremos mais falar de guerra nem passaremos fome. 15Se assim disserem, o Senhor todo-poderoso, Deus de Israel, avisa-vos de que se continuarem a ir viver no Egito, 16essa mesma guerra que tanto temem vos fará sucumbir e a fome que querem evitar vos perseguirá; e assim morrerão no Egito. 17Todo aquele que estiver decidido a ir para o Egito morrerá ou em guerra, ou de fome, ou de doença. Ninguém sobreviverá; nem escapará do desastre que eu vou enviar.

18Eu, o Senhor Deus de Israel, vos declaro que, assim como a minha ira caiu sobre os habitantes de Jerusalém, também cairá sobre vós, se forem para o Egito. Será terrível! Eles hão de tratar-vos com desdém e o vosso nome será símbolo de desgraça, de maldição e de vergonha! Nunca mais voltareis a este lugar.”

19É o Senhor que vos avisa, ó sobreviventes de Judá! Não vão para o Egito. Pensem bem naquilo que hoje vos digo! 20Não cometam esse erro fatal. Quando vocês me pediram que intercedesse em vosso favor junto do Senhor, nosso Deus, prometeram que cumpririam a sua vontade e as ordens que vos transmitisse. 21Agora que vos transmiti a resposta, desobedeceis ao que o Senhor, nosso Deus, me disse que vos comunicasse. 22Por essa razão, lembrem-se de que morrerão da guerra, da fome ou da doença, na terra para onde querem ir viver.»