a BÍBLIA para todos Edição Comum (BPT)
1

Deus ama o seu povo

11Mensagem que o Senhor dirigiu ao povo de Israel, por meio de Malaquias1,1 O termo Malaqui que traduzimos por Malaquias é o mesmo que em 3,1 traduzimos por meu mensageiro..

2O Senhor diz aos israelitas: «Sempre vos amei.»

Mas responder-lhe-ão: «Como é que nos amaste?»

E o Senhor insiste: «Esaú e Jacob eram irmãos,

porém eu amei Jacob 3e aborreci-me de Esaú1,3 Esaú. Antepassado dos edomeus, inimigos tradicionais dos israelitas. Jacob. Antepassado dos Israelitas. Ver Rm 9,6–16, onde a frase é citada e comentada.:

tornei a terra montanhosa de Esaú árida como um deserto

e entreguei-a aos animais selvagens.»

4Os edomeus, descendentes de Esaú, dirão:

«O nosso país foi destruído,

mas reconstruiremos de novo sobre as ruínas.»

Mas o Senhor todo-poderoso responderá:

«Eles reconstruirão, mas eu voltarei a destruir.

A sua terra será chamada “terra de impiedade”

e “nação contra a qual o Senhor se irritou para sempre”.

5Ó, israelitas, hão de presenciar tudo isso e hão de dizer:

“O Senhor é poderoso,

mesmo para além do território de Israel.”»

Respeito e dignidade do culto

6O Senhor todo-poderoso diz aos sacerdotes:

«O filho honra o pai e o servo respeita o amo.

Sendo eu o vosso pai, por que não me honram?

E sendo o vosso amo, por que não me respeitam?

Por que desprezam o meu nome e dizem:

“Como é que te desprezámos?”

7Oferecem sobre o meu altar alimentos que me ofendem

e ainda perguntam: “Em que foi que te ofendemos?”

Pois ofendem-me quando pensam

que o meu altar pode ser desprezado

8e que não faz mal oferecerem-me animais cegos

e que não faz mal oferecerem-me animais coxos e doentes.

Experimentem levar um desses animais ao governador

e vejam se ele vo-lo aceita com agrado

e se vos fica reconhecido!

Palavra do Senhor todo-poderoso!

9E agora, sacerdotes, roguem a Deus

que tenha compaixão de nós.

Porém, se lhe fizerem essa espécie de ofertas,

não esperem que ele vos aceite com agrado.

Isto diz o Senhor todo-poderoso!

10Desejaria que um de vós fechasse as portas do templo,

para não voltarem a acender em vão

o fogo no meu altar!

Pois não estou contente convosco,

nem aceitarei mais as vossas ofertas.

Palavra do Senhor todo-poderoso!

11Pois desde o Oriente até ao Ocidente;

é grande1,11 Ou: será grande. o meu nome entre as nações;

e em todo o lugar é apresentado incenso ao meu nome

e uma oferta pura, pois é grande o meu nome entre as nações.

Disse o Senhor todo-poderoso.

12Mas desprezam o meu altar, quando pensam

que a mesa do Senhor não é digna de respeito

e que a comida que sobre ela se oferece é desprezível.

13Dizem que já estão cansados e desprezam-me.

Trazem um animal roubado, coxo ou doente.

Trazem a oferta e julgam que eu a vou aceitar das vossas mãos com agrado.

Palavra do Senhor!

14Maldito seja aquele que me engana,

prometendo-me um animal são do seu rebanho

e trazendo para o sacrifício um animal defeituoso!

Pois eu sou um grande rei, temido entre as nações.

Palavra do Senhor todo-poderoso!»

2

Avisos aos sacerdotes

21«São estas as ordens que agora vos dou, ó sacerdotes!

2Se não me obedecerem com sinceridade

e não tomarem a sério o dever de honrar o meu nome,

amaldiçoar-vos-ei;

converterei em maldição todas as vossas bênçãos.

E tudo isto, porque não me honraram com sinceridade.

Palavra do Senhor todo-poderoso!

3Castigarei os vossos descendentes

e hei de atirar-vos à cara

o esterco dos animais que trazem para oferecer em sacrifício.

E, junto com o esterco, serão lançados para longe.

4Hão de reconhecer então que eu vos dei estas ordens,

para que se mantenha a aliança que fiz

com os sacerdotes descendentes de Levi2,4 Esta aliança não é explicitamente mencionada em nenhuma parte do Antigo Testamento. Corresponde ao facto de só os descendentes de Levi poderem exercer a função de sacerdote..

Palavra do Senhor todo-poderoso!

5O meu pacto com eles foi de vida e de paz;

e isso mesmo lhes concedi,

para que me respeitassem e eles respeitaram-me;

para que me honrassem e eles mostraram reverência.

6Eles ensinavam a verdade e não a falsidade;

viviam em paz e justiça comigo

e afastaram muitos do caminho do mal.

7É dever dos sacerdotes serem instruídos,

para que outros aprendam deles

a conhecer a lei de Deus,

pois são eles os mensageiros do Senhor todo-poderoso.

8Mas vocês, sacerdotes, desviaram-se do bom caminho

e fizeram tropeçar muita gente com os vossos ensinamentos.

Traíram o pacto que fiz com a tribo de Levi!

Palavra do Senhor todo-poderoso!

9Por isso, farei com que todo o povo

vos considere desprezíveis e indignos,

visto que não seguiram os meus caminhos

e não trataram toda a gente por igual,

ao ensinarem o povo.»

Infidelidade do povo

10Não temos todos nós o mesmo pai?

Não foi o mesmo Deus que nos criou?

Por que razão seremos desleais uns para com os outros,

desprezando a aliança que Deus fez

com os nossos antepassados?

11O povo de Judá foi infiel a Deus

e cometeram-se ações horríveis em Jerusalém e em Israel.

Desrespeitaram o santuário que o Senhor tanto ama;

casaram-se com mulheres que adoram deuses estranhos.

12O Senhor há de afastar da comunidade de Jacob2,12 Jacob. Progenitor das doze tribos de Israel. O nome de Jacob é frequentemente usado nos livros dos profetas para se referir a todos os israelitas, tanto os do reino do Norte (Israel) como os do reino do Sul (Judá/Jerusalém).

todo aquele que fizer isso, bem como a sua família,

mesmo que tenha apresentado ofertas ao Senhor todo-poderoso.

13E há outra coisa que fazem:

inundam de lágrimas o altar do Senhor

e choram com grandes lamentos,

porque o Senhor se recusa a aceitar a vossa oferta

e não lhe agrada que lha apresentem.

14Mas perguntarão por que não aceita.

Porque o Senhor foi testemunha

de que faltaste à promessa que fizeste à mulher

com quem casaste quando eras jovem.

Era a tua companheira e prometeste-lhe fidelidade.

15Não fez Deus de ambos um só corpo e um só espírito?

E para quê?

Para que os descendentes lhe sejam consagrados.

Portanto, tenham cuidado

e que ninguém falte à promessa

que fez à mulher da sua juventude.

16Pois quem deixa de amar a mulher e a abandona

fica coberto de violência2,16 Ou: Eu odeio o divórcio, diz o Senhor Deus de Israel, e quem se torna culpado de violência. Por isso, eu o Senhor do Universo vos digo que tenham cuidado e não atraiçoem o vosso compromisso..

Palavra do Senhor, todo-poderoso, o Deus de Israel!

Portanto, tenham cuidado

e que ninguém falte à sua promessa.

O dia do Senhor

17Aborrecem o Senhor com aquilo que dizem

e ainda perguntam: «Como é que o aborrecemos?»

Pois foi quando disseram:

«Aquele que pratica o mal é bem visto pelo Senhor

e é desses que ele gosta.»

Ou então: «Onde está o Deus que faz justiça?»