a BÍBLIA para todos Edição Comum (BPT)
19

O problema do divórcio

(Marcos 10,1–12; Lucas 16,18)

191Quando Jesus acabou de pronunciar estas palavras, saiu da Galileia e foi para a região que fica do outro lado do Jordão, perto da Judeia19,1 Quer dizer, a leste do Jordão.. 2Seguia-o uma grande multidão e ele curou os doentes. 3Alguns fariseus foram ter com ele e fizeram-lhe esta pergunta para o experimentar: «Será permitido a um homem divorciar-se da mulher por qualquer razão?» 4Jesus perguntou-lhes por sua vez: «Nunca leram nas Escrituras que, no princípio, Deus os criou homem e mulher? 5Por essa razão está escrito que o homem deixará o pai e a mãe para se unir à sua mulher, e os dois se tornarão como uma só pessoa19,5 Ver Gn 1,27; 2,24; 5,2.. 6Assim já não são dois, mas um só. Portanto, não queira o homem separar aquilo que Deus uniu.» 7Os fariseus insistiram: «Então por que é que Moisés ordenou que se passasse uma declaração de divórcio à mulher para se separar dela?» 8Jesus respondeu: «Moisés permitiu-vos deixar as vossas mulheres por saber que vocês têm coração duro. Mas no princípio não era assim. 9Portanto, digo-vos: o homem que se divorciar da sua mulher e casar com outra comete adultério, a não ser no caso de união ilegítima19,9 Ver nota a 5,31–32. Alguns pensam que se trata de adultério ou infidelidade por parte da mulher.10Os discípulos disseram-lhe: «Se é essa a situação do homem relativamente à mulher, então vale mais não se casar.» 11Jesus porém observou: «Nem todos podem compreender isto, mas apenas os que receberam esse dom. 12Há quem não se case por razões que vêm de nascença; e há outros que é por causas provocadas pelos homens; e há também os que decidem eles mesmos não se casar por causa do reino dos céus. Aquele que puder compreender, compreenda.»

As crianças e o reino de Deus

(Marcos 10,13–16; Lucas 18,15–17)

13Naquela altura algumas pessoas levaram crianças a Jesus para que as abençoasse com uma oração, mas os discípulos repreendiam aquelas pessoas. 14Jesus, no entanto, disse: «Deixem as crianças vir ter comigo! Não as estorvem, porque o reino dos céus é dos que são como elas.» 15Em seguida, pôs as mãos sobre as crianças e retirou-se dali.

Os ricos e o reino de Deus

(Marcos 10,17–31; Lucas 18,18–30)

16Um jovem aproximou-se de Jesus e disse-lhe: «Mestre, que hei de fazer de bom para possuir a vida eterna?» 17Jesus respondeu: «Por que é que me fazes perguntas acerca do que é bom? Só Deus é bom! Se queres entrar na vida eterna, cumpre os mandamentos.» 18Perguntou ele: «Quais mandamentos?» Jesus nomeou: «Não mates ninguém, não cometas adultério, não roubes, não levantes falso testemunho contra ninguém, 19respeita o teu pai e a tua mãe, e ama o teu próximo como a ti mesmo19,19 Ver Ex 20,12–16; Lv 19,18; Dt 5,16–20.20O jovem disse: «Todos esses mandamentos tenho eu cumprido. Que me falta ainda?» 21Jesus acrescentou: «Se queres ser perfeito vai vender tudo o que tens e dá o dinheiro aos pobres. Ficarás assim com um tesouro no céu. Depois vem e segue-me.» 22Mas o jovem, ao ouvir isto, foi-se embora triste porque era muito rico.

23Jesus disse então aos discípulos: «Notem bem o que vos digo: é muito difícil um homem rico entrar no reino dos céus. 24E digo-vos ainda: é mais fácil um camelo passar pelo fundo duma agulha do que um rico entrar no reino dos céus.» 25Os discípulos, ao ouvirem isto, ficaram muito admirados e perguntaram: «Nesse caso quem é que se pode salvar?» 26Mas Jesus olhou para eles e garantiu: «Isso, de facto, para os homens é impossível, mas para Deus todas as coisas são possíveis.» 27Pedro tomou então a palavra: «Olha que nós deixámos tudo para sermos teus discípulos. Que recompensa teremos?» 28Jesus respondeu: «Eu asseguro-vos que no mundo futuro19,28 Ou: na nova criação ou regeneração., quando o Filho do Homem se sentar no seu trono de glória, também vocês que me acompanharam se hão de sentar em doze tronos para julgar as doze tribos de Israel. 29E todo aquele que tenha deixado casas, irmãos, irmãs, pai, mãe, filhos, ou terras, por minha causa, há de receber cem vezes mais e terá como herança a vida eterna.

30Muitos dos que são agora os primeiros serão os últimos, e os últimos serão os primeiros.»