a BÍBLIA para todos Edição Comum (BPT)
130

Confiança no Senhor

1301Cântico de peregrinação.

Do fundo do meu desespero clamo a ti, Senhor!

2Senhor, ouve a minha prece!

Presta atenção à voz da minha súplica!

3Se tu, Senhor, levasses em conta os nossos pecados,

quem escaparia à condenação, Senhor?

4Mas em ti encontramos perdão,

de modo que todos te devem respeitar.

5Com toda a minha alma espero o Senhor

e confio na sua palavra.

6A minha alma espera pelo Senhor,

mais do que a sentinela pelo romper da aurora.

7Israel, espera no Senhor,

porque o Senhor nos tem amor e nos livra de muitos perigos.

8Ele livrará Israel de todos os seus pecados130,8 Ver Mt 1,21; Tt 2,14..

131

Oração de humilde confiança

1311Cântico de peregrinação. Salmo da coleção de David.

Senhor, o meu coração não é orgulhoso

nem o meu olhar é arrogante;

já não corro atrás de grandezas,

ou de coisas fora do meu alcance.

2Pelo contrário, estou calado e tranquilo,

como uma criança saciada ao colo da mãe;

a minha alma é como uma criança!

3Israel, põe a tua esperança no Senhor,

desde agora e para sempre.

132

Promessas de Deus a David

1321Cântico de peregrinação.

Lembra-te, Senhor, de David

e de tudo o que ele sofreu!

2Lembra-te do que ele prometeu,

da promessa que fez ao Deus poderoso de Jacob:

3«Não entrarei na casa em que moro,

nem me deitarei na cama em que durmo;

4não fecharei os meus olhos

nem dormirei um instante,

5enquanto não encontrar uma casa para o Senhor,

uma morada para o Deus poderoso de Jacob.»

6Ouvimos dizer que a arca da aliança estava em Efrata,

mas fomos encontrá-la nos campos de Jaar132,6 Ver Ex 25,10–22; 1 Sm 7,1–2..

7Entremos no santuário do Senhor!

Ajoelhemo-nos diante do seu trono!

8Vem, Senhor, para a tua morada,

com a arca da aliança, símbolo do teu poder.

9Que os teus sacerdotes se revistam de justiça;

que os teus fiéis gritem de alegria!

10Por amor de David, teu servo,

não voltes as costas ao rei que escolheste132,10 Ou: ao teu ungido..

11Tu fizeste uma promessa a David,

uma promessa a que não faltarás:

«Farei rei um dos teus filhos

e ele reinará depois de ti.

12Se os teus filhos cumprirem a minha aliança

e os preceitos que lhes hei de ensinar,

também os filhos deles, para sempre,

te sucederão como reis132,12 Ver Sl 89,4–5; 2 Sm 7,12–16; 1 Cr 17,11–14; At 2,30.

13Foi assim que o Senhor escolheu o monte Sião,

desejando fazer nele a sua morada:

14«Esta será a minha morada para sempre;

aqui desejo habitar.

15Vou abençoar os seus celeiros com abundância;

matarei a fome a todos os seus pobres.

16Vestirei de gala os seus sacerdotes

e os seus fiéis gritarão de alegria.

17Ali farei surgir um descendente de David,

ali farei brilhar a luz do rei que escolhi132,17 Ou: do meu ungido. Ver 1 Rs 11,36..

18Cobrirei de vergonha os seus inimigos,

mas ele terá um reinado próspero e esplendoroso.»