a BÍBLIA para todos Edição Comum (BPT)
25

Oração pedindo proteção de Deus

251Da coleção de David.

Senhor25,1 Salmo alfabético. Ver nota a 9,2., a ti elevo o meu pensamento.

2Meu Deus, em ti confio, não me deixes ficar envergonhado.

Que os meus inimigos não me rebaixem!

3Na verdade, os que confiam em ti não serão envergonhados.

Envergonhados sejam aqueles que te atraiçoam

por coisas sem valor.

4Senhor, diz-me o que queres que eu faça,

ensina-me a seguir os teus caminhos.

5Ensina-me a ser fiel para contigo,

porque tu és o Deus que me salva;

em ti eu confio sempre.

6Lembra-te, Senhor, da tua ternura e do teu amor,

que vêm desde sempre.

7Não te lembres dos pecados da minha juventude,

nem das minhas transgressões.

Mas lembra-te de mim, Senhor,

pela tua bondade e misericórdia.

8O Senhor é bom e justo;

por isso, corrige os pecadores

9e guia os humildes pelo bom caminho,

mostrando-lhes a sua vontade.

10Os caminhos do Senhor são amor e verdade

para com os que guardarem a sua aliança e os seus preceitos.

11Ó Senhor, perdoa os meus muitos pecados,

honrando o teu bom nome.

12Os que obedecem ao Senhor

aprenderão com ele o caminho a seguir;

13viverão sempre felizes

e os seus descendentes possuirão a terra prometida25,13 Ver Mt 5,5..

14O Senhor comunica os seus segredos aos que o temem

e dá-lhes a conhecer a sua aliança.

15Tenho os olhos sempre postos no Senhor,

porque ele solta os meus pés da armadilha.

16Volta-te para mim, Senhor! Tem compaixão de mim,

porque me encontro só e aflito.

17O meu coração aflige-se cada vez mais;

livra-me das minhas angústias.

18Olha para a minha aflição e o meu sofrimento

e perdoa todos os meus pecados.

19Repara como aumentaram os meus inimigos!

Como eles sentem por mim um ódio mortal.

20Protege-me e salva-me.

Eu confio em ti, não me deixes ficar envergonhado.

21Que a bondade e a retidão me protejam,

porque pus em ti a minha confiança.

22Ó Deus, livra Israel de todas as suas aflições!

26

Oração de uma pessoa inocente

261Da coleção de David.

Senhor, faz-me justiça, pois tenho agido com retidão;

em ti, Senhor, confio sem vacilar.

2Examina-me e põe-me à prova, Senhor;

examina os meus desejos e pensamentos.

3Tenho sempre diante dos meus olhos a tua bondade,

e comporto-me com fidelidade para contigo.

4Não acompanho com os que adoram a falsidade

nem me associo aos hipócritas.

5Detesto a reunião dos homens perversos

e não convivo com os malvados.

6Lavo as minhas mãos, em sinal de inocência

e aproximo-me, Senhor do teu altar,

7entoando cânticos de louvor

e proclamando as tuas maravilhas.

8Ó Senhor, eu gosto de estar no teu templo

que é o lugar onde reside a tua glória.

9Não me ceifes a vida com os pecadores;

nem me juntes com os assassinos,

10gente cheia de maldade,

sempre pronta para o suborno.

11Quanto a mim, faço o que é correto;

salva-me, tem compaixão de mim!

12Os meus passos seguem o caminho reto

e louvo o Senhor na presença do seu povo.

27

Confiança em Deus

271Da coleção de David.

O Senhor é a minha luz e salvação.

De quem poderei ter medo?

O Senhor defende a minha vida.

Quem me poderá assustar?

2Quando os malvados me atacam e tentam matar-me,

são eles, os meus inimigos, que tropeçam e caem.

3Ainda que um exército me cerque,

não terei medo nenhum;

mesmo que se declare guerra contra mim,

manter-me-ei confiante.

4Uma só coisa pedi ao Senhor,

uma coisa que ardentemente desejo:

viver no templo do Senhor toda a minha vida,

para sentir o encanto do Senhor

e poder contemplar o seu templo.

5Quando chegarem os dias maus, ele abrigar-me-á;

ele manter-me-á em segurança no seu santuário;

pôr-me-á a salvo sobre uma rocha.

6Poderei então levantar a cabeça

por cima dos meus inimigos;

poderei oferecer sacrifícios no templo,

gritar de alegria e cantar hinos ao Senhor.

7Ouve-me, Senhor, quando eu te invoco;

tem compaixão de mim e responde-me!

8O meu coração suspira por ti, Senhor,

os meus olhos te buscam27,8 Ou: Anda, disse-me o coração, procura o Senhor. Eu ando à tua procura..

9Não desvies de mim o teu olhar! Não te zangues comigo!

Tu és o meu único auxílio! Não me abandones.

Não me desampares, ó Deus, meu salvador.

10Ainda que o meu pai e a minha mãe me abandonem,

o Senhor tomará conta de mim.

11Ensina-me, Senhor, o que queres que eu faça

e guia-me pelo caminho reto,

porque tenho muitos inimigos.

12Não me entregues aos meus inimigos,

que me atacam com mentiras e me fazem ameaças.

13Eu, porém, creio firmemente chegar a contemplar

a bondade do Senhor na terra dos vivos.

14Confia no Senhor!

Sê forte e corajoso e confia no Senhor!