a BÍBLIA para todos Edição Comum (BPT)
81

O Senhor é o Deus de Israel

811Ao diretor do coro. Com a lira de Gat. Salmo da coleção de Assaf81,1 Ver 50,1 e nota..

2Cantem alegremente a Deus, nosso defensor!

Cantem louvores ao Deus de Jacob!

3Cantem ao som das pandeiretas,

acompanhem com a harpa e a lira.

4Toquem a trombeta na festa da Lua Nova

e na festa da lua cheia, que é a nossa grande festa81,4 A festa das Tendas ou dos Tabernáculos. Ver Nm 29,1–6.12–39.!

5Isto é um costume de Israel,

uma ordem do Deus de Jacob;

6é uma lei dada aos descendentes de José,

quando saíram do Egito.

Ouço uma voz desconhecida, que diz:

7«Tirei o peso de cima dos teus ombros;

aliviei-te do trabalho de carregar o cesto81,7 Alusão aos trabalhos forçados impostos aos israelitas no Egito. Ver Ex 1,11..

8Na tua angústia, chamaste por mim e eu livrei-te;

da nuvem que trovejava, respondi-te,

a ti que me provocaste junto das águas de Meriba81,8 Ver Ex 17,7; Nm 20,13..

9Ouve, meu povo, a minha advertência;

oxalá tu me obedecesses, Israel!

10Não deves consentir deuses estranhos, no teu meio

nem os deves adorar.

11Eu, o Senhor, é que sou o teu Deus,

que te fiz sair da terra do Egito.

Sempre que tiveres fome eu te darei alimento.

12Mas o meu povo não quis ouvir-me;

Israel não quis saber de mim!

13Por isso, os deixei seguir os seus caprichos

e seguir as suas inclinações.

14Se o meu povo me tivesse escutado!

Se Israel tivesse seguido os meus caminhos!

15Num instante, humilharia os seus inimigos,

e teria castigado os seus adversários.

16Os que odeiam o Senhor arrastar-se-iam diante dele.

A sua sorte está traçada para sempre.

17Deus alimentaria o seu povo com o melhor trigo

e os saciaria com mel silvestre.»

82

Deus, juiz supremo

821Salmo da coleção de Assaf82,1 Ver 50,1 e nota..

Deus ocupou o seu lugar na assembleia divina;

profere as suas sentenças no meio dos deuses:

2«Até quando irão absolver o criminoso

e favorecer a causa dos malvados?

3Defendam os necessitados e os órfãos;

façam justiça aos oprimidos e aos pobres!

4Libertem os oprimidos e os necessitados,

e arranquem-nos das mãos dos pecadores!»

5Mas vocês não percebem, não compreendem;

caminham às escuras. E a terra está à beira da ruína!

6Eu disse: «Vós sois deuses82,6 Texto citado por Jesus em Jo 10,34.,

e todos filhos do Altíssimo.

7No entanto, hão de morrer como qualquer mortal;

cairão como qualquer príncipe.»

8Intervém, ó Deus, e governa o mundo,

porque tens domínio sobre todos os povos!

83

Pedindo a intervenção de Deus

831Salmo e cântico da coleção de Assaf83,1 Ver 50,1 e nota..

2Ó Deus, não fiques em silêncio!

Não fiques imóvel e calado, ó Deus!

3Repara que os teus inimigos estão em alvoroço;

os que te odeiam estão em revolta.

4Formaram planos astutos contra o teu povo

e conspiram contra os teus protegidos.

5Eles dizem: «Vamos exterminá-los de entre os povos,

para que não volte a mencionar-se o nome de Israel.»

6Assim decidiram todos juntos

e estabeleceram uma aliança contra ti.

7Os acampamentos de Edom e de Ismael,

os descendentes de Agar e de Moab,

8de Guebal, de Amon e de Amalec,

os filisteus e os habitantes de Tiro83,8 Edom. População a sudeste da Palestina. Ismael e Agar. Tribos árabes (ver Gn 21,9–21). Moab. Pequeno reino a este do Jordão e do mar Morto. Guebal. População a sul do mar Morto. Amon (amonitas). Pequeno povo a este do Jordão. Amalec (amalecitas). Povo nómada da região do Negueve, muitas vezes apresentado como inimigo tradicional de Israel (ver Ex 17,8–16). Filisteus e habitantes de Tiro. Populações da costa mediterrânica da Palestina.

9e até os assírios83,9 Assírios. Este termo tanto pode indicar uma tribo a este do Jordão (ver Gn 25,3.18) como o império assírio. se uniram a eles

e juntaram a sua força à dos descendentes de Lot83,9 Descendentes de Lot. Moabitas e amonitas, os povos de Moab e Amon (ver Gn 19,30–38)..

10Trata-os do mesmo modo que trataste Madiã e Sísera,

ou como trataste Jabin na ribeira de Quichon83,10 Ver Juízes 4..

11Foram destruídos em En-Dor

e transformaram-se em estrume para as terras!

12Trata os seus governantes como fizeste com Oreb e Zeb;

trata todos os seus chefes como trataste Zeba e Salmuna,

13que quiseram apropriar-se das melhores pastagens83,13 Literalmente: os campos de Deus..

14Ó meu Deus, dispersa-os como se fossem pó,

como palha levada pelo vento.

15Assim como o fogo devora o bosque,

como as chamas incendeiam os montes,

16persegue-os também com o teu turbilhão,

aterra-os com as tuas tempestades!

17Envergonha-os, Senhor, para que te procurem!

18Que sejam confundidos e humilhados para sempre,

até morrerem de vergonha!

19Que eles saibam que tu és o Senhor,

o único Deus sobre toda a terra!