a BÍBLIA para todos Edição Comum (BPT)
92

Cântico de louvor

921Salmo e cântico para o dia de sábado.

2Como é bom dar-te graças, ó Senhor,

cantar hinos em tua honra, ó Altíssimo!

3É bom anunciar pela manhã o teu grande amor

e à noite a tua fidelidade,

4ao som da lira e da cítara,

e com música suave da harpa.

5Os teus grandes feitos, Senhor, dão-me alegria!

As tuas obras fazem-me cantar de felicidade!

6Senhor, como são magníficas as tuas obras,

como são profundos os teus pensamentos!

7Só os insensatos é que não entendem isto

e os estúpidos não percebem nada.

8Os homens maus crescem como a erva

e florescem os que praticam a maldade,

mas ele destrói-os para sempre.

9Mas tu, Senhor, és eternamente grande.

10De facto, Senhor, os teus inimigos serão destruídos,

todos os malfeitores serão derrotados.

11Aumentaste a minha força, como a de um búfalo;

abençoaste-me com o óleo da felicidade.

12Eu vi a derrota dos meus inimigos

e ouvi os gritos dos que queriam fazer-me mal!

13Os justos florescem como palmeiras

e crescem como os cedros do Líbano.

14Como árvores plantadas na casa do Senhor,

eles florescem nos átrios do nosso Deus.

15Até na velhice darão frutos

e hão de manter-se sempre fortes e sadios,

16proclamando que o Senhor é reto.

Deus é o meu protetor e nele não há injustiça.

93

Deus é rei

931O Senhor é rei, vestido de majestade,

manifestando todo o seu poder.

Por isso, a terra está firme e segura.

2O teu trono, ó Deus, está firme desde o princípio,

pois tu és eterno93,2 Ou: tu és Deus! Literalmente: tu és!!

3Ó Senhor, o mar faz ouvir o seu bramido

e levanta as suas ondas alterosas.

4Mas tu, Senhor, lá das alturas,

és mais forte que o bramido das águas;

és mais poderoso que as ondas do mar.

5As tuas leis, Senhor, são firmes e seguras,

e o teu templo está eternamente adornado de santidade!

94

Deus, juiz do mundo

941A ti compete vingar o mal, ó Senhor!

Cumpre a tua missão, ó Deus!

2Levanta-te, ó juiz do mundo,

e dá aos soberbos o castigo que merecem!

3Quanto tempo ainda se alegrarão, Senhor,

quanto tempo se alegrarão os que praticam o mal?

4Todos esses malfeitores são insolentes,

cheios de soberba e gabam-se do mal.

5Eles esmagam o teu povo, Senhor,

espezinham aqueles que te pertencem.

6Matam as viúvas e os estrangeiros,

e assassinam os órfãos.

7Eles dizem: «O Senhor não nos vê;

o Deus de Jacob não dá por isso!»

8Ó insensatos, quando é que aprendem?

Ó gente louca, quando serão capazes de entender?

9Deus, que fez os ouvidos, não ouvirá?

Ele, que fez os olhos, não verá?

10Aquele que corrige as nações, não os castigará?

Pois se é ele quem dá aos homens o conhecimento!

11O Senhor conhece os pensamentos dos homens;

ele sabe que eles só pensam futilidades.

12Senhor, que feliz é aquele a quem tu repreendes,

aquele a quem ensinas a tua lei;

13esse terá descanso nos dias maus,

enquanto se abre a cova para o que pratica o mal.

14O Senhor não abandonará o seu povo;

ele não desamparará aqueles que são seus.

15De novo voltará a haver justiça

e todo o homem honrado a seguirá.

16Quem estará comigo contra os malfeitores?

Quem estará do meu lado contra os que praticam o mal?

17Um pouco mais e eu estaria na prisão da morte,

se o Senhor não me tivesse ajudado.

18Mas eu disse: «Os meus pés vacilam!»

E o teu amor, Senhor, veio logo amparar-me.

19As preocupações avolumam-se na minha mente,

mas o teu conforto alivia-me.

20Poderá aliar-se contigo o juiz injusto

que forja a miséria à custa do direito?

21Eles atentam contra a vida dos justos

e condenam os inocentes.

22Mas o Senhor é o meu alto refúgio;

o meu Deus é a rocha que me protege.

23O Senhor fará recair sobre eles os seus crimes,

e destruí-los-á com a sua própria maldade.

O Senhor, nosso Deus, os destruirá!