a BÍBLIA para todos Edição Católica (BPTct)
13

Decisão de levar a arca para Jerusalém

(2 Samuel 6,1–11)

131David teve uma reunião com os comandantes e chefes de unidades militares e com todos os responsáveis. 2Depois falou assim à assembleia de todos os israelitas: «Se vos parecer bem e for do agrado do Senhor, nosso Deus, vamos mandar avisar sem demora os nossos compatriotas, que ficaram nas diversas regiões de Israel, especialmente sacerdotes e levitas que se encontram nas suas cidades e respetivas aldeias, para se virem juntar a nós. 3Traremos então para o meio de nós, a arca do nosso Deus, já que, no tempo de Saul, não nos dirigíamos a ela para consultar o Senhor4Todos estiveram de acordo e acharam justa aquela proposta; e decidiram fazer isso mesmo.

5David convocou então todo o povo de Israel, desde Sior, na fronteira do Egito, até ao desvio para Hamat, a fim de se ir buscar a arca da aliança a Quiriat-Iarim. 6David subiu com todo o povo até Baalá, ou seja Quiriat-Iarim, em Judá, para tirarem de lá a arca da aliança. É sobre ela que se invoca o nome do Senhor, que tem o seu trono sobre os querubins.

7A arca foi colocada sobre um carro novo e tiraram-na da casa de Aminadab. Uzá e Aio é que conduziam o carro. 8David ia com todo o povo à frente e cantavam e dançavam com toda a alegria, ao som de harpas, liras, tamborins, címbalos e cornetins. 9Quando chegaram junto da Eira de Quidon, os bois tropeçaram e a arca inclinou-se; então Uzá estendeu a mão, para a segurar. 10Mas o Senhor irritou-se contra ele e castigou-o por ter tocado na arca. Uzá morreu ali mesmo, na presença de Deus.

11David ficou muito chocado, por o Senhor ter destruído Uzá desta forma. E chamou àquele lugar, por esta razão, Peres-Uza13,11 Peres-Uza significa destruição de Uzá., nome que ainda hoje se conserva. 12Naquele dia, ficou com muito medo de Deus e exclamou: «Como posso eu ter junto de mim a arca da aliança?» 13E não a levou para a cidade de David, mas mandou-a levar para casa dum homem chamado Obed-Edom, natural de Gat. 14A arca ficou em casa dele uns três meses e o Senhor abençoou-lhe a família e tudo o que lhe pertencia.