a BÍBLIA para todos Edição Católica (BPTct)
8

Outra lista de descendentes de Benjamim

81Benjamim teve cinco filhos por esta ordem: Bela, Asbel, Ara, 2Noa e Rafa. 3Os filhos de Bela foram: Adar, Guera, Abiud, 4Abisua, Naaman, Aoa, 5Guera, Chefufam e Huram.

6Os descendentes de Eúde foram chefes das famílias que viveram em Gueba e que foram obrigados a ir viver para Manaat. 7Guera, pai de Uzá e de Aiud, foi quem os conduziu. Eúde teve como descendentes Naaman, Aías e Guera. 8Charaim, depois de ter deixado as suas duas mulheres, Huchim e Baará, veio a ter filhos no país de Moab. 9Casou lá com uma mulher chamada Hodeche de quem teve realmente estes filhos: Jobab, Síbia, Mecha, Malcam, 10Jeús, Saquia e Mirma. Todos eles foram chefes de famílias. 11Já antes tinha tido dois filhos da mulher huchita: Abitub e Elpaal. 12Elpaal foi o pai de Héber, Micham e Chemed. Este último foi quem construiu as cidades de Ono e de Lot com as suas aldeias.

13Beria e Chema foram chefes de famílias que habitaram em Aialon e que expulsaram os antigos habitantes de Gat. 14Os filhos de Beria foram: Aio, Chachac, Jerimot, 15Zebadias, Arad, Éder, 16Micael, Jispa e Joá. 17Elpaal foi o pai de Zebadias, Mechulam, Hizqui, Héber, 18Jismeras, Jizelias e Jobab. 19Jaquim, Zicri, Zabedi, 20Elienai, Siltai, Eliel, 21Adaías, Beraías e Simerat foram filhos de Simei.

22Os filhos de Chachac foram: Jispan, Héber, Eliel, 23Abdon, Zicri, Hanan, 24Hananias, Elam, Anetotias, 25Jifedias e Peniel. 26Os filhos de Jeroam foram: Chamecherai, Chearias, Atalias, 27Jaressias, Elias e Zicri.

28Foram estes os chefes de famílias, em cada geração, que eram descendentes de Benjamim e viveram em Jerusalém.

29Jeiel foi o fundador de Guibeon. Habitava nessa cidade com a sua esposa que se chamava Macá 30e com os seus filhos: Abdon, o mais velho, Sur, Quis, Baal, Nadab, 31Guedor, Aio, Zéquer 32e Miclot, que foi o pai de Chimá. Estes últimos, contrariamente aos seus irmãos, habitaram em Jerusalém com a família.

Descendentes de Saul

(1 Crónicas 9,35–44)

33Ner foi o pai de Quis e este o pai de Saul. Saul teve quatro filhos: Jónatas, Malquichua, Abinadab e Esbaal. 34Jónatas teve um filho chamado Meribaal, que foi o pai de Mica. 35Os filhos de Mica foram: Piton, Melec, Tarea e Acaz. 36Acaz foi pai de Joadá e este teve três filhos: Alemet, Azemavet e Zimeri. Zimeri foi pai de Moça; 37Moça foi pai de Bineá; Bineá, pai de Rafa; Rafa, pai de Elassá e este de Acel. 38Acel teve seis filhos. São estes os seus nomes: Azericam, Bocru, Ismael, Chearias, Obadias e Hanan. 39Acel tinha um irmão de nome Echeque, que foi pai de Ulam, o mais velho, e ainda de Jeús e Elifelet. 40Os filhos de Ulam foram valentes guerreiros e bons atiradores de arco. Tiveram muitos filhos e netos, ao todo, cento e cinquenta.

Todos estes eram descendentes de Benjamim.

9

Habitantes de Jerusalém retornados do cativeiro

(Neemias 11,1–24)

91Todos os israelitas foram registados com a indicação de suas famílias e inscritos no livro dos Reis de Israel.

Os habitantes de Judá foram desterrados para a Babilónia, por terem sido infiéis ao Senhor. 2Os primeiros israelitas a voltarem à posse dos seus bens e das suas cidades foram alguns leigos, sacerdotes, levitas e servidores do templo. 3Foram instalar-se em Jerusalém pessoas das tribos de Judá, Benjamim, Efraim e Manassés. 4Da tribo de Judá foi Utai, filho de Amiud. Este era filho de Omeri, neto de Jimeri e bisneto de Bani, descendente de Peres. 5Da família de Silo foi Assaías, o mais velho, e os seus filhos. 6Da família de Zera, foi Jeuel e seus irmãos, ao todo seiscentas e noventa pessoas.

7Dos descendentes de Benjamim foram: Salu, filho de Mechulam, neto de Hodavias e bisneto de Asnua; 8Jibnias, filho de Jeroam; Ela, filho de Uzi e neto de Micri. Mechulam, filho de Chefatias, neto de Reuel e bisneto de Jibnias. 9Eram novecentas e cinquenta e seis pessoas da tribo de Benjamim, com seus parentes e os outros chefes de família.

Sacerdotes que viviam em Jerusalém

10Viveram em Jerusalém os seguintes sacerdotes: Jedaías, Joiarib, Jaquin, 11Azarias, que era descendente em linha direta de Hilquias, Mechulam, Sadoc, Meraiot e Aitube, que foi responsável do templo; 12Adaías, que tinha por antepassados Jeroam, Passur, Malquias e Massai. Este era descendente em linha direta de Adiel, Jazera, Mechulam, Mechilemit e Imer. 13Eram mil setecentos e sessenta estes sacerdotes com seus parentes e os outros chefes de família. Foram homens de valor dedicados ao serviço do templo.

Levitas que viviam em Jerusalém

14Viveram em Jerusalém os seguintes levitas: Chemaías, que tinha por antepassados em linha direta Hachub, Azericam e Hassabias, da família de Merari; 15Bacbacar, Heres, Galal e Matanias, que tinha por antepassados Mica, Zicri e Assaf; 16Obadias, que tinha por antepassados em linha direta Chemaías, Galal e Jedutun; Berequias, filho de Asa e neto de Elcaná, que habitava no território dependente da cidade de Netofa.

Guardas do templo em Jerusalém

17Viviam igualmente em Jerusalém os seguintes porteiros: Salum, Acub, Talmon e Aiman com os seus outros parentes. Salum, irmão deles, era o chefe. 18Os descendentes deles ainda continuam atualmente a ser os guardas da porta oriental, a porta do rei. 19Salum, filho de Corá, juntamente com os seus parentes, desempenharam a função de guardas das portas da tenda do encontro. Os seus antepassados Abiassaf e Corá tinham desempenhado as mesmas funções no acampamento do povo do Senhor. 20Fineias, filho de Eleazar, tinha sido outrora o chefe deles e o Senhor protegia-o. 21Zacarias, filho de Messelemias, foi também um dos guardas da entrada da tenda do encontro.

22No total, os porteiros escolhidos eram duzentos e doze e foram registados nas localidades onde habitavam. O rei David e o profeta Samuel é que tinham confiado aos seus antepassados essas funções de responsabilidade. 23Eles conservaram, pois, através das gerações essa função de guardas das portas do templo e da tenda do encontro. 24Havia guardas destinados a cada uma das quatro portas; a leste, a oeste, a norte e a sul. 25Tinham outros colegas que viviam nas aldeias e que iam por turnos, ajudá-los no serviço, por períodos de sete dias. 26Havia quatro chefes de guardas que estavam constantemente em função. Eram também os responsáveis pelos armazéns e tesouros do templo. 27Pernoitavam perto do templo, porque tinham a obrigação de o guardar e de lhe abrir as portas todas as manhãs.

28Alguns porteiros estavam encarregados de vigiar os objetos de culto e, para isso, os contavam à entrada e à saída. 29Outros cuidavam dos restantes objetos sagrados, assim como da farinha, do vinho, do azeite, do incenso e dos perfumes. 30Mas eram os sacerdotes que tinham o encargo de preparar a mistura dos perfumes.

31Um levita chamado Matatias, filho mais velho de Salum da família de Corá era o responsável pela preparação das tortas que se faziam na frigideira. 32Certos levitas descendentes de Queat eram os responsáveis pela preparação dos pães que se ofereciam a Deus em cada sábado.

33Os chefes das famílias de levitas responsáveis pelo canto habitavam no próprio templo, livres de outros encargos, porque dia e noite tinham de exercer a sua função.

34Tais foram os chefes de famílias da tribo de Levi, segundo as suas genealogias, que habitavam em Jerusalém.

A família de Saul

(1 Crónicas 8,29–40)

35Jeiel, fundador de Guibeon, vivia nessa cidade com a esposa Macá, 36com o seu filho mais velho, Abdon e com os outros filhos: Sur, Quis, Baal, Ner, Nadab, 37Guedor, Aio, Zacarias e Miclot, 38que foi o pai de Chimá. Contrariamente aos seus parentes, estes habitavam em Jerusalém, com outros da sua tribo.

39Ner foi o pai de Quis e Quis foi o pai de Saul. Saul teve quatro filhos: Jónatas, Malquichua, Abinadab e Esbaal. 40Jónatas foi o pai de Meribaal e Meribaal o pai de Mica. 41Os filhos de Mica foram: Piton, Melec, Tarea 42e Acaz, que foi o pai de Jara. Este teve três filhos: Alemet, Azemavet e Zimeri, o pai de Moça. 43Moça foi o pai de Bineá. Bineá teve um filho chamado Refaías e este foi o pai de Elassá. O filho de Elassá foi Acel. 44Acel teve seis filhos: Azericam, Bocru, Ismael, Chearias, Obadias e Hanan.

10

Morte de Saul

(1 Samuel 31,1–13)

101Certa ocasião, os filisteus atacaram os israelitas no monte de Guilboa. Os israelitas puseram-se em fuga e muitos deles ficaram mortos. 2Os filisteus foram em perseguição de Saul e de seus filhos e mataram Jónatas, Abinadab e Malquichua, filhos de Saul. 3Depois lançaram um ataque em força contra Saul. Os arqueiros conseguiram atingi-lo e feri-lo com as suas flechas. 4Saul disse então ao seu escudeiro: «Puxa da tua espada e mata-me, para que não sejam esses pagãos filisteus a liquidarem-me e a fazerem pouco de mim.» Mas o escudeiro não quis obedecer-lhe, pois teve muito medo. Nisto Saul puxou da sua própria espada e atirou-se sobre ela e morreu. 5Ao ver que Saul estava morto, atirou-se também ele sobre a própria espada e morreu.

6Assim morreram Saul e os seus filhos e desta maneira desapareceu toda a sua família. 7Quando os israelitas que se encontravam no vale souberam que o exército de Israel estava em fuga e que Saul e os seus filhos tinham ficado mortos, abandonaram as suas cidades e fugiram também. Os filisteus foram então ocupar aquelas cidades.

8No dia seguinte, subiram os filisteus ao monte de Guilboa para se apoderarem dos despojos dos mortos e lá encontraram o corpo de Saul e os dos seus filhos. 9Tiraram as armas de Saul e cortaram-lhe a cabeça e mandaram levar a cabeça e as armas de Saul por todo o país, para darem a notícia ao seu povo e aos seus deuses. 10Colocaram as armas de Saul no templo de um dos seus deuses e penduraram a cabeça no templo de Dagon.

11Os habitantes de Jabés de Guilead tiveram conhecimento daquilo que os filisteus tinham feito a Saul. 12Então os homens mais corajosos foram buscar o corpo de Saul e os corpos dos seus filhos e levaram-nos para Jabés. Enterraram-nos debaixo de uma árvore e fizeram jejum durante sete dias.

13Saul morreu porque tinha sido infiel ao Senhor. Não tinha seguido os seus mandamentos. De facto tinha ido consultar adivinhos 14em vez de consultar o Senhor. Por isso, o Senhor tirou-lhe a vida e confiou a realeza a David, filho de Jessé10,14 Ver 1 Sm 13,8–14; 15,1–24; 28; Lv 19,31; 20,6..