a BÍBLIA para todos Edição Católica (BPTct)
1

Saudação

11Paulo, apóstolo de Cristo Jesus, pela vontade de Deus, nosso Salvador e de Cristo Jesus nossa esperança, 2a Timóteo1,2 Sobre o primeiro encontro de Timóteo com Paulo, ver At 16,1., meu verdadeiro filho na fé. Deus nosso Pai e Cristo Jesus, nosso Senhor, te deem graça misericórdia e paz.

Contra as falsas doutrinas

3Peço-te que continues em Éfeso, como já te pedi ao sair para a Macedónia1,3 Éfeso. Capital da província romana da Ásia. Ver 2 Co 1,8. A viagem a que Paulo faz aqui alusão é vários anos posterior àquela a que se refere em At 20,1.. É preciso que convenças alguns daí a não ensinarem doutrinas diferentes. 4Que eles não se deixem levar por lendas nem por listas intermináveis de antepassados1,4 Possivelmente teorias e reflexões hebraicas sobre a descendência dos patriarcas e heróis do Antigo Testamento, baseadas, por exemplo, em Gn 4—5; 9—11, e outras.. Isso serve mais para provocar discussões do que para realizar os planos1,4 Ou: a vontade. de Deus, que conhecemos pela fé. 5O objetivo desta advertência é fazer com que eles vivam no amor que é fruto de um coração sincero, de uma consciência boa e de uma fé sem fingimento. 6Alguns deles transviaram-se e perderam-se em discussões inúteis. 7Querem ser mestres na lei e nem sequer sabem o que dizem nem sobre o que estão a falar com tanta segurança.

8Sabemos que a Lei de Moisés é boa para quem se serve dela de modo legítimo. 9Note-se, porém, que a lei não é para os que cumprem a vontade de Deus, mas sim para os que a não cumprem e para os revoltosos, para os pecadores, para os que não aceitam nem respeitam a Deus nem as coisas santas, para os que são capazes de matar pai e mãe ou outra pessoa qualquer. 10É para os que praticam a imoralidade, para os homossexuais, para os que escravizam os outros, para os mentirosos, para os que juram falso e para aqueles que fazem seja o que for, contrário à verdadeira doutrina. 11Isto é que está de acordo com a boa nova gloriosa do Deus1,11 Ou: com a boa nova do Deus glorioso e bendito. bendito, a qual me foi confiada.

Reconhecimento pela bondade de Deus

12Dou graças a Cristo Jesus, Senhor nosso, que me encheu de coragem e que me tornou digno de estar ao seu serviço, 13a mim que antes o ofendia, o perseguia e que me revoltava contra ele. Mas ele foi misericordioso comigo, pois eu não sabia o que andava a fazer porque não tinha fé1,13 Ver At 8,3; 9,4–5.. 14Contudo, a graça do Senhor foi muito grande para comigo e encheu-me de fé e amor, em união com Cristo Jesus. 15É bem certa e digna de confiança aquela palavra1,15 Expressão e tema frequentes nas cartas pastorais. Ver 1 Tm 3,1; 4,9; 2 Tm 2,11; Tt 3,8. que se diz: «Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores.» E o primeiro pecador sou eu. 16Mas por isso mesmo é que fui tratado com misericórdia, para que Cristo Jesus pudesse mostrar, começando por mim, toda a sua paciência. Isto a fim de servir de exemplo para aqueles que depois haviam de acreditar nele, a fim de alcançarem a vida eterna.

17Ao rei eterno, ao Deus único, imortal e invisível, sejam dadas honra e glória para sempre. Ámen.

18Meu filho, Timóteo, quero deixar-te esta recomendação, que está de acordo com as palavras inspiradas por Deus, que te foram comunicadas. Apoia-te nelas e continua a lutar como Deus quer, 19com fé e retidão de consciência. Alguns deixaram de a seguir e naufragaram na fé. 20Himeneu e Alexandre pertencem ao número desses. Já os entreguei ao poder de Satanás1,20 Ver 1 Co 5,5 e nota. Sobre Himeneu, ver 2 Tm 2,17. Sobre Alexandre, ver 2 Tm 4,14., para que aprendam a não blasfemar contra Deus.

2

Recomendações sobre a oração

21Peço, em primeiro lugar, que todos façam a Deus orações, pedidos, súplicas e ações de graças por todos. 2Orem pelos que governam e exercem autoridade, para podermos viver em paz e sossego, louvando a Deus com dignidade e com todo o respeito. 3Assim é que deve ser e esta é a vontade de Deus, nosso Salvador. 4Ele quer que todos se salvem2,4 Comparar com Ez 18,23. e cheguem ao conhecimento da verdade.

5É que há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens: Jesus Cristo, que é homem 6e deu a vida por todos2,6 Comparar com Mt 20,28.. Esta foi a mensagem que Deus revelou na altura própria. 7É disto que eu fui nomeado mensageiro, apóstolo2,7 Comparar com 2 Tm 1,11. e mestre, para ensinar a fé e a verdade aos não-judeus. Digo a verdade; não digo mentiras.

8Quero pois que os homens, ao fazerem oração em qualquer lugar, o façam erguendo as mãos2,8 Erguendo as mãos.Gesto tradicional de oração entre os hebreus. Ver Ex 9,29; 1 Rs 8,22. puras, sem ódios nem intrigas. 9Às mulheres quero pedir que se apresentem com dignidade, com modéstia, sem grandes penteados, nem ouro, nem joias nem vestidos luxuosos2,9 Comparar com 1 Pe 3,3.. 10Apresentem-se como convém a mulheres que se preocupam principalmente em agradar a Deus pelas boas ações.

11As mulheres aprendam em silêncio e com toda a humildade. 12Não lhes permito que ensinem nem deem ordens aos homens, mas devem ficar em silêncio. 13Primeiro foi criado Adão e só depois Eva, 14e quem caiu na tentação não foi Adão. A mulher é que foi tentada e cometeu a transgressão2,14 Sobre os v. 13–14, ver Gn 2,7.21–22; 3,1–6.. 15Mas, criando os seus filhos, as mulheres salvar-se-ão, se modestamente permanecerem na fé, no amor e em santidade.