a BÍBLIA para todos Edição Católica (BPTct)
4

Falsas doutrinas

41Porém o Espírito Santo diz claramente que, nos últimos tempos, alguns deixarão a fé, para prestar atenção a espíritos mentirosos e seguir doutrinas de demónios. 2Hão de seguir os que lhes ensinam a mentira como se fosse verdade, que abafaram a voz da sua consciência4,2 Ou: que têm na consciência a marca do fogo dos criminosos. Os criminosos e os escravos recebiam uma tatuagem feita com o fogo. 3e impedem as pessoas de casar e proíbem certos alimentos. Mas Deus criou todos os alimentos para que os crentes que aceitaram a verdade se pudessem servir deles, dando graças a Deus. 4Pois tudo aquilo que Deus fez é bom4,4 Ver Gn 1,31.. E nada merece desprezo, se nos servirmos disso dando graças a Deus. 5Com a oração e a palavra de Deus, tudo fica santificado.

Deveres do responsável pela comunidade

6Ensina isto aos irmãos e serás um colaborador fiel de Cristo Jesus. Assim mostrarás que te alimentas dos princípios da fé e da verdadeira doutrina que aceitaste. 7Mas rejeita as lendas vulgares e inconvenientes. Exercita-te na piedade. 8O exercício físico, por si mesmo, tem pouco valor. Mas a vida piedosa vale tudo, pois leva consigo uma promessa de vida, tanto para agora como para o futuro. 9Esta palavra é bem verdade e digna de confiança. 10Se desta maneira nos cansamos e esgotamos a trabalhar4,10 Alguns manuscritos têm: e somos insultados., é porque pusemos a nossa esperança no Deus vivo. Ele é o Salvador de todos os homens e sobretudo dos que têm fé.

11Ensina e recomenda estas coisas. 12Ninguém te deve desprezar por seres ainda novo. Pelo contrário, deves ser um exemplo para os crentes nas palavras, na conduta, no amor, na fé e na pureza. 13Até eu chegar, dedica-te a ler a Escritura aos fiéis4,13 Referência à leitura pública das Escrituras, tal como se praticava nas sinagogas, uso que os cristãos continuaram. Ver Lc 4,16–21; At 13,14–16., a encorajá-los e a ensiná-los. 14Não te esqueças do dom que recebeste, quando foste indicado pelos profetas da igreja e os responsáveis colocaram as mãos sobre a tua cabeça4,14 A imposição de mãos sobre uma pessoa era um gesto com o qual se conferia autoridade a alguém. Ver At 6,6; 1 Tm 5,22; 2 Tm 1,6.. 15Lembra-te destas coisas e dedica-te a elas, para que todos possam ver os resultados do teu esforço. 16Presta atenção a ti mesmo e àquilo que ensinas. Continua firme nestas coisas, pois assim conseguirás a salvação para ti e para aqueles que te ouvem.

5

As viúvas e a comunidade

51Não repreendas com dureza a um homem mais velho do que tu. Mas chama-lhe a atenção como se fosse teu pai5,1 Comparar com Lv 19,32., e aos que são mais novos como teus irmãos. 2Trata as mulheres mais velhas do que tu como mães e as mais novas como irmãs, com todo o respeito.

3Cuida das viúvas que não têm ninguém que olhe por elas5,3 Ver 5,16.. 4Porém, se elas tiverem filhos ou netos, que eles aprendam a respeitar primeiro os seus familiares e a retribuir os favores recebidos dos mais velhos. Pois é isto que Deus quer.

5A mulher que ficou realmente viúva e sem amparo põe toda a sua esperança em Deus e dedica-se à oração e ao louvor de Deus, noite e dia. 6Mas a que se entrega aos prazeres, mesmo viva, já está morta.

7Lembra-lhes também isto para que sejam irrepreensíveis. 8Quem não se preocupa com os seus familiares, e mais ainda com os da sua casa, renega a sua fé e é pior do que um descrente.

9Para que alguém possa pertencer ao grupo das viúvas, deve ter pelo menos sessenta anos e ter sido uma esposa fiel5,9 Cada comunidade tinha uma lista oficial de viúvas, verdadeiramente necessitadas, que recebiam ajuda. A expressão grega traduzida por esposa fiel poderia também ser traduzida por casada uma só vez, tal como em 3,2.12.. 10Deve ter dado provas de bom comportamento, se educou bem os filhos, se acolheu os que não tinham abrigo, se se pôs humildemente ao serviço dos crentes5,10 Este parece ser o sentido da expressão: se lavou os pés aos santos., se socorreu os que estavam em aflição, praticando todo o bem que lhe fosse possível.

11Não admitas as viúvas mais novas, pois, se desejarem casar outra vez, abandonam a Cristo 12e tornam-se culpadas, faltando ao compromisso anteriormente tomado. 13Depois, habituam-se a não fazer nada e andam de casa em casa. Além de não fazerem nada, ainda são curiosas e bisbilhoteiras, falando daquilo que não convém. 14Por isso prefiro que as mais novas se casem, criem filhos, cuidem da casa e não deem nenhum motivo para os inimigos da fé dizerem mal de nós. 15Pois algumas já se deixaram levar por Satanás.

16Se alguma mulher crente5,16 Alguns manuscritos têm: Se um homem ou uma mulher crente. tiver viúvas ao seu cuidado, olhe por elas para que a igreja não fique sobrecarregada e possa cuidar das que não têm ninguém.

Respeito para com os responsáveis

17Os presbíteros que desempenham bem a sua missão de presidir merecem dupla recompensa5,17 Ou: dupla homenagem., principalmente os que se esforçam na pregação e no ensino. 18Pois a Sagrada Escritura diz: Não tapes a boca ao boi que faz a debulha. E diz também: O trabalhador tem direito ao salário5,18 Ver Dt 25,4; 1 Co 9,9; Mt 10,10; Lc 10,7.. 19Não aceites nenhuma acusação contra um presbítero, a não ser que seja apresentada por duas ou três testemunhas5,19 Ver Dt 17,6; 19,15; Mt 18,16; 2 Co 13,1.. 20Aqueles que pecarem, repreende-os diante de todos para que também os outros tenham cautela.

21Diante de Deus, de Cristo Jesus e dos seus santos anjos5,21 A expressão usada em grego, anjos escolhidos, pode ser uma maneira de os contrapor aos anjos que se revoltaram. Ver 2 Pe 2,4; Jd 6., peço-te encarecidamente que cumpras estas coisas, sem te deixares levar por preconceitos nem dares preferência a ninguém. 22Não tenhas pressa em impor as mãos a ninguém, para o serviço da igreja. Não te tornes responsável pelos pecados dos outros. Conserva-te puro. 23Não bebas só água; bebe também um pouco de vinho por causa do teu estômago e das tuas frequentes doenças.

24Os pecados de algumas pessoas já são conhecidos de toda a gente, mesmo antes do juízo de Deus. E outros pecados serão conhecidos depois. 25Do mesmo modo, as boas obras ou já são conhecidas ou se o não são ainda, não ficarão escondidas.

6

Os escravos que são crentes

61Aqueles que são escravos tratem com todo o respeito os seus senhores, para que não se ofenda o nome de Deus nem a sua doutrina. 2E os que têm como senhores pessoas crentes não lhes percam o respeito pelo facto de serem seus irmãos na fé. Pelo contrário, sirvam-nos melhor ainda porque estão a servir pessoas crentes e amadas por Deus. É isto que tu deves ensinar e recomendar.

Falsas doutrinas e verdadeira riqueza

3Se alguém ensinar coisas diferentes e não seguir a doutrina certa, que é a de nosso Senhor Jesus Cristo, segundo os ensinamentos da nossa religião, 4esse é um orgulhoso e não compreende nada. É uma pessoa doentia que só levanta problemas e discussões. É daí que nascem as invejas, as intrigas, as injúrias, as suspeitas maldosas 5e as discussões inúteis de gente de entendimento corrompido e que anda longe da verdade. Eles pensam que a religião é um negócio. 6De facto, a religião pode até ser uma forma de enriquecimento se for praticada sem motivos interesseiros.

7Quando viemos ao mundo, não trazíamos nada; e quando formos embora, também nada podemos levar. 8Se tivermos alguma coisa que comer e com que nos vestir, é quanto basta. 9Porém os que desejam enriquecer caem na tentação e na armadilha e são vítimas de muitos desejos insensatos e prejudiciais, fazendo com que se afundem na ruína e na perdição. 10A raiz de todos os males é a ganância do dinheiro. Levados por ela, muitos perderam a fé e meteram-se em grandes aflições.

Recomendações finais

11Tu, porém, como homem de Deus, foge dessas coisas. Procura a justiça, a piedade, a fé, o amor, a paciência e a mansidão. 12Luta no bom combate da fé; segura a vida eterna, para a qual foste chamado e da qual fizeste tão bela profissão de fé diante de muitas testemunhas. 13Na presença de Deus, que dá a vida a tudo, e de Jesus Cristo que deu tão belo testemunho diante de Pôncio Pilatos6,13 Ver Jo 18,36–37; 19,11., eu te peço: 14Até à vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, guarda sem defeito nem mancha o que te foi mandado. 15Na devida altura ele há de aparecer pelo poder daquele que é bendito, o único soberano, o Senhor dos senhores6,15 Comparar com Dt 10,17; Ap 17,14.. 16É ele o único que não morre. Ele vive rodeado de uma luz que ninguém consegue penetrar. Ninguém o viu nem poderá ver6,16 Ver Sl 104,2; Ex 33,20.. A ele seja dada honra e poder para sempre. Ámen.

17Avisa os que são ricos em bens deste mundo para que não se envaideçam nem ponham a sua esperança numa riqueza que não é segura6,17 Comparar com Lc 12,20.. Confiem antes em Deus que põe todas as coisas à nossa disposição para nossa satisfação. 18Que eles pratiquem o bem, que sejam ricos em boas ações, generosos e amigos de partilhar com os outros. 19Assim ajuntarão para si mesmos um grande tesouro que lhes servirá, no futuro6,19 Comparar com Mt 6,20., para conseguirem a verdadeira vida.

20Querido Timóteo, guarda a fé que recebeste como herança. Foge do palavreado mundano e das discussões em torno de um falso conhecimento. 21Alguns deixaram-se levar por ela e desviaram-se do caminho da fé.

Que a graça de Deus esteja convosco6,21 Alguns manuscritos têm: esteja contigo, o que vai bem com o destinatário individual da carta.!