a BÍBLIA para todos Edição Católica (BPTct)
14

Amazias, rei de Judá

141No segundo ano do reinado de Joás, filho de Joacaz, rei de Israel, Amazias, filho de Joás, tornou-se rei em Judá. 2Tinha vinte e cinco anos quando subiu ao trono e reinou vinte e nove anos, em Jerusalém. A sua mãe chamava-se Joadan e era natural de Jerusalém. 3Procedeu com retidão e agradou ao Senhor, mas não como David, seu antepassado. Seguiu as pisadas de Joás, seu pai, 4e não destruiu os santuários pagãos, continuando o povo a oferecer sacrifícios e a queimar incenso neles.

5Logo que Amazias se sentiu firme no trono, mandou executar os oficiais que tinham assassinado o rei, seu pai. 6Contudo, não matou os filhos dos assassinos, em cumprimento do que está escrito no livro da Lei de Moisés e que o Senhor ordenou: «Os pais não morrerão pelos crimes dos filhos, nem os filhos, pelos crimes dos pais; cada um morrerá pelos crimes que cometeu14,6 Citação de Dt 24,16.

7Amazias derrotou os edomeus no vale do Sal14,7 É o vale que liga o mar Morto ao golfo de Aqaba matando dez mil homens e conquistou a cidade de Sela14,7 Sela. Localidade edomeu a sul do mar Morto., dando-lhe o nome de Joctel, que ainda hoje conserva.

8Amazias, rei de Judá, mandou dizer ao rei de Israel, Joás, filho de Joacaz e neto de Jeú, o seguinte: «Vem para nos encontrarmos frente a frente.» 9E Joás mandou dizer a Amazias, rei de Judá, o seguinte: «No Líbano, havia um cardo que mandou dizer ao cedro: Dá a tua filha em casamento ao meu filho! Mas passou uma fera que pisou o cardo14,9 Pequena fábula em que o cardo representa o reino de Judá e o cedro do Líbano é o reino de Israel.. 10Como tu derrotaste os edomeus, estás cheio de soberba. Contenta-te, pois, com essa glória e fica em casa. Por que é que queres provocar a desgraça para ti e para o teu povo?»

11Mas Amazias não fez caso do aviso. Assim Joás, rei de Israel, avançou contra Amazias, rei de Judá, e deu-se o confronto dos exércitos em Bet-Chemes14,11 Bet-Chemes. Localidade situada a 25 km a oeste de Jerusalém., no território de Judá. 12O exército de Judá foi derrotado pelo de Israel. Os soldados tiveram de fugir para as suas casas. 13Joás, rei de Israel, prendeu Amazias, rei de Judá14,13 Em hebraico: rei de Judá, filho de Joás, filho de Acazias., e levou-o de Bet-Chemes para Jerusalém. Aí destruiu a muralha da cidade numa extensão de cerca de duzentos metros, entre a porta de Efraim e a porta da Esquina. 14Apoderou-se de todo o ouro e prata e de todos os objetos de valor que havia no templo do Senhor e nos tesouros do palácio real. E levou consigo alguns reféns para Samaria.

15O resto da história de Joás, os seus atos e as suas façanhas, a guerra que fez contra Amazias, rei de Judá, está tudo escrito no livro das Crónicas dos Reis de Israel. 16Quando Joás morreu, foi sepultado em Samaria perto dos reis de Israel. Sucedeu-lhe no trono o seu filho Jeroboão14,16 Os v. 15–16 repetem quase textualmente 13,12–13..

17Amazias, rei de Judá, viveu ainda quinze anos, depois da morte de Joás, rei de Israel.

18O resto da história de Amazias está escrito no livro das Crónicas dos Reis de Judá.

19Houve em Jerusalém uma conspiração para assassinar Amazias; por isso, ele fugiu para a cidade de Láquis14,19 Láquis. Localidade situada a 45 km a oeste de Jerusalém.. Os seus inimigos, porém, perseguiram-no e ali mesmo o mataram. 20O seu corpo foi levado para Jerusalém sobre um carro puxado por cavalos e sepultado junto dos seus antepassados, na cidade de David. 21Então todo o povo proclamou o seu filho Azarias14,21 Azarias é chamado Uzias no Segundo Livro das Crónicas e nos livros dos profetas. como rei de Judá. Azarias tinha dezasseis anos de idade, quando sucedeu no trono a seu pai. 22Depois da morte do pai, o rei Azarias reconquistou para Judá a cidade de Elat14,22 Ver 1 Rs 9,26. Elat fazia parte do território edomeu, que se libertou do domínio de Judá. Ver 2 Rs 8,20–22. e reconstruiu-a.

Jeroboão II, rei de Israel

23No décimo quinto ano do reinado de Amazias, filho de Joás, rei de Judá, Jeroboão, filho de Joás, tornou-se rei em Israel. Reinou quarenta e um anos, em Samaria. 24O seu procedimento desagradou ao Senhor; não se afastou dos maus exemplos do seu antecessor, Jeroboão, filho de Nebat, que levou Israel a pecar. 25Jeroboão reconquistou todo o território que tinha pertencido a Israel, desde o desvio para Hamat, a norte, até ao mar Morto14,25 Em hebraico: Mar de Arabá (planície)., a sul, como o Senhor tinha anunciado por meio do seu servo, o profeta Jonas14,25 A Bíblia não regista esta profecia de Jonas., filho de Amitai, natural de Gat-Héfer.

26O Senhor tinha visto a desgraçada situação de todos os israelitas, escravos ou livres, sem ninguém que os socorresse. 27Mas não era intenção do Senhor destruir Israel completamente e para sempre, por isso o livrou por meio do rei Jeroboão, filho de Joás.

28O resto da história de Jeroboão, os seus atos, as suas façanhas guerreiras, o modo como reconquistou para Israel, Damasco e Hamat14,28 Texto hebraico de difícil compreensão., está tudo escrito no livro das Crónicas dos Reis de Israel. 29Quando Jeroboão morreu, foi sepultado com os reis de Israel. Por sua morte, sucedeu-lhe no trono o seu filho Zacarias.

15

Azarias, rei de Judá

151No vigésimo sétimo ano do reinado de Jeroboão, rei de Israel, Azarias, filho de Amazias, tornou-se rei em Judá. 2Tinha dezasseis anos, quando subiu ao trono. Reinou cinquenta e dois anos, em Jerusalém. A sua mãe chamava-se Jecolias e era natural de Jerusalém.

3Seguindo o exemplo de seu pai, Azarias procedeu com retidão e agradou ao Senhor. 4Contudo, os santuários pagãos, onde o povo oferecia sacrifícios e queimava incenso, não foram destruídos. 5O Senhor castigou o rei Azarias com lepra, e ficou leproso até ao dia da sua morte; teve que viver no seu palácio, isolado de todos, tendo o seu filho Jotam assumido a regência do país e a administração do palácio real.

6O resto da história de Azarias, com todos os seus feitos está escrito no livro das Crónicas dos Reis de Judá. 7Quando Azarias morreu, foi sepultado junto dos seus antepassados na cidade de David. Por sua morte, sucedeu-lhe no trono o seu filho Jotam.

Zacarias, rei de Israel

8No trigésimo oitavo ano do reinado de Azarias, rei de Judá, Zacarias, filho de Jeroboão tornou-se rei em Israel. Reinou durante seis meses, em Samaria. 9Tal como os seus antecessores, fez aquilo que desagrada ao Senhor, seguindo o mau exemplo do rei Jeroboão, filho de Nebat, que levou Israel a pecar. 10Um certo Salum, filho de Jabés, conspirou contra o rei Zacarias, assassinou-o diante do povo e sucedeu-lhe no trono.

11O resto da história de Zacarias está escrito no livro das Crónicas dos Reis de Israel. 12Assim se cumpriu o que o Senhor anunciou ao rei Jeú: «Os teus descendentes ocuparão o trono de Israel, durante quatro gerações.»

Salum, rei de Israel

13No trigésimo nono ano do reinado de Azarias, rei de Judá, Salum, filho de Jabés, tornou-se rei em Israel. Reinou só durante um mês, em Samaria. 14Um certo Menaém, filho de Gadi, foi de Tirça à Samaria, assassinou Salum e sucedeu-lhe no trono.

15O resto da história de Salum e da conspiração que preparou, está tudo escrito no livro das Crónicas dos Reis de Israel.

16Quando saiu de Tirça, Menaém destruiu completamente a cidade de Tifsa e os arredores matando todos os seus habitantes, porque a cidade não se quis render. Até rasgou o ventre de todas as mulheres grávidas.

Menaém, rei de Israel

17No trigésimo nono ano do reinado de Azarias, rei de Judá, Menaém, filho de Gadi, tornou-se rei em Israel. Reinou durante dez anos, em Samaria. 18Fez aquilo que desagrada ao Senhor, tendo seguido sempre o mau exemplo do rei Jeroboão, filho de Nebat, que levou Israel a pecar.

19Pul15,19 Outro nome para Tiglat-Falasar, rei da Assíria; cf. v. 29., rei da Assíria, invadiu Israel e Menaém deu-lhe umas trinta e quatro toneladas de prata, a fim de conseguir o seu apoio para se manter no trono. 20Para pagar tal quantidade de prata ao rei da Assíria, Menaém exigiu a cada um dos grandes proprietários de Israel o tributo de cinquenta moedas de prata. Então o rei da Assíria voltou para o seu país, deixando de ocupar o território de Israel.

21O resto da história de Menaém e tudo o que ele fez, está tudo escrito no livro das Crónicas dos Reis de Israel. 22Por sua morte, sucedeu-lhe no trono o seu filho Pecaías.

Pecaías, rei de Israel

23No quinquagésimo ano do reinado de Azarias, rei de Judá, Pecaías, filho de Menaém, tornou-se rei em Israel. Reinou durante dois anos, em Samaria. 24Fez aquilo que desagrada ao Senhor, seguindo o mau exemplo do rei Jeroboão, filho de Nebat, que levou Israel a pecar. 25Um dos oficiais do exército do rei Pecaías, chamado Peca, filho de Remalias, conspirou contra ele juntamente com cinquenta homens de Guilead; assassinou Pecaías em Samaria, na torre do palácio real, junto de Argob e de Arié15,25 Termos do hebraico de difícil leitura., e sucedeu-lhe no trono.

26O resto da história de Pecaías e do que ele fez está tudo escrito no livro das Crónicas dos Reis de Israel.

Peca, rei de Israel

27No quinquagésimo segundo ano do reinado de Azarias, rei de Judá, Peca, filho de Remalias, tornou-se rei em Israel. Reinou vinte anos, em Samaria. 28Fez aquilo que desagrada ao Senhor, seguindo o mau exemplo do rei Jeroboão, filho de Nebat, que levou Israel a pecar.

29No tempo em que Peca era rei de Israel, Tiglat-Falasar, rei da Assíria, apoderou-se das cidades de Ion, Abel-Bet-Macá, Janoa, Quedes e Haçor e dos territórios de Guilead, Galileia e todo o território de Neftali15,29 Estes territórios encontravam-se na parte norte do reino de Israel., e levou todos os seus habitantes prisioneiros para a Assíria.

30No vigésimo ano do reinado de Jotam, filho de Azarias, rei de Judá, Oseias, filho de Elá, conspirou contra o rei Peca, filho de Remalias, e assassinou-o, sucedendo-lhe no trono.

31O resto da história de Peca, e tudo o que ele fez, está tudo escrito no livro das Crónicas dos Reis de Israel.

Jotam, rei de Judá

32No segundo ano do reinado de Peca, filho de Remalias, rei de Israel, Jotam, filho de Azarias, tornou-se rei em Judá. 33Tinha vinte e cinco anos quando subiu ao trono. Reinou durante dezasseis anos em Jerusalém. A sua mãe chamava-se Jerusa e era filha de Sadoc. 34Seguindo o exemplo de Azarias, seu pai, o rei Jotam procedeu com retidão e agradou ao Senhor. 35Todavia, continuaram a existir os santuários pagãos, onde o povo continuava a oferecer sacrifícios e a queimar incenso. Foi Jotam quem construiu a porta superior15,35 Deve tratar-se da porta superior referida em Jr 20,2 e Ez 9,2. do templo do Senhor.

36O resto da história de Jotam e os seus feitos, está tudo escrito no livro das Crónicas dos Reis de Judá. 37Foi no seu tempo que o Senhor começou a enviar Recin, rei da Síria, e Peca, rei de Israel, para atacarem Judá. 38Jotam morreu e foi sepultado junto dos seus antepassados, na cidade de David. Sucedeu-lhe no trono o seu filho Acaz.

16

Acaz, rei de Judá

161No décimo sétimo ano do reinado de Peca, filho de Remalias, rei de Israel, Acaz, filho de Jotam, tornou-se rei em Judá. 2Acaz tinha vinte anos quando subiu ao trono e reinou dezasseis anos em Jerusalém. Não se comportou com retidão diante do Senhor. Em vez de seguir o exemplo do seu antepassado David, 3Acaz preferiu seguir os exemplos dos reis de Israel. Até sacrificou pelo fogo o seu próprio filho16,3 Estes sacrifícios humanos eram rigorosamente proibidos pela lei. Ver Lv. 18,21 e Dt 12,31., conforme os costumes abomináveis das nações que o Senhor tinha expulsado do seu território, quando chegaram os israelitas. 4Ofereceu sacrifícios e queimou incenso nos santuários pagãos, sobre as colinas e debaixo de árvores frondosas.

5Então Recin, rei da Síria, e Peca, filho de Remalias, rei de Israel, foram atacar Jerusalém; cercaram-na, mas não conseguiram derrotar Acaz. 6Na mesma época, Recin, o rei da Síria, restituiu a cidade de Elat aos edomeus16,6 Em hebraico: Síria. Mas a parte final do versículo mostra claramente que se trata de edomeus e não de arameus., depois de ter expulsado dela os judeus. Os edomeus regressaram a Elat, onde ficaram até ao dia de hoje.

7Então o rei Acaz enviou mensageiros a Tiglat-Falasar, rei da Assíria, para lhe dizerem da sua parte: «Eu sou teu servo e teu filho! Rogo-te que venhas livrar-me dos reis da Síria e de Israel, que estão a atacar-me.» 8Acaz juntou a prata e o ouro que havia no templo do Senhor e nos tesouros do palácio real e enviou tudo como presente ao rei da Assíria. 9Tiglat-Falasar, em resposta ao pedido de Acaz, marchou com o seu exército contra a cidade de Damasco, apoderou-se dela, exilou a sua população para Quir16,9 Quir (Kir). Significa cidade, em hebraico. Se não for topónimo, é possível que se trate da cidade assíria de Nínive. e matou Recin.

10Quando o rei Acaz foi a Damasco para se encontrar com Tiglat-Falasar, rei da Assíria, viu o altar no templo da cidade e enviou ao sacerdote Urias um modelo exato, com todas as dimensões. 11Urias construiu um altar segundo o modelo que o rei lhe tinha enviado de Damasco e terminou-o antes do regresso de Acaz. 12Quando voltou de Damasco, Acaz viu que o altar estava pronto, aproximou-se, subiu ao altar 13e ofereceu sobre ele um holocausto, acompanhado das ofertas de farinha e de vinho, bem como um sacrifício de reconciliação, do qual derramou o sangue sobre o altar.

14Acaz mudou o altar de bronze consagrado ao Senhor, que se encontrava perto da entrada do templo, entre o novo altar e o templo, e colocou-o atrás do novo altar, do lado norte. 15Depois ordenou ao sacerdote Urias: «Usarás o altar grande para queimar o holocausto da manhã e as ofertas da tarde, bem como o holocausto e a oferta do rei e o holocausto e a oferta do povo; sobre esse altar deves derramar todo o sangue dos holocaustos e dos outros sacrifícios. Do altar de bronze16,15 Trata-se do altar para os sacrifícios. Ver 1 Rs 8,64; 2 Cr 4,1. cuidarei eu sozinho!»

16O sacerdote Urias fez tudo como o rei lhe tinha ordenado. 17Acaz cortou as placas de bronze dos suportes das bacias do templo e tirou as bacias que estavam sobre esses suportes; retirou também a grande bacia de cima dos bois de bronze que a suportavam e colocou-a no pavimento de pedra. 18E, para agradar ao rei da Assíria, Acaz retirou do templo a plataforma para o trono real e fechou a entrada real para o templo16,18 Texto hebraico de difícil compreensão. Fala de Pórtico do Sábado e ingresso externo do Rei, que traduzimos por plataforma para o trono real e entrada real para o templo..

19O resto da história de Acaz, e o que ele fez, está tudo escrito no livro das Crónicas dos Reis de Judá. 20Acaz morreu e foi sepultado junto dos seus antepassados, na cidade de David. Sucedeu-lhe no trono o seu filho Ezequias.