a BÍBLIA para todos Edição Católica (BPTct)
3

Vitória sobre o rei de Basã

(Números 21,31–35)

31«Mudámos então de rumo e subimos em direção a Basã. Og, rei de Basã, saiu ao nosso encontro, ele e todo o seu exército, para nos fazer guerra em Edrei. 2Mas o Senhor disse-me: “Não tenham medo dele. Eu ponho-o nas tuas mãos, a ele e a todo o seu povo e território. Faz com ele o que fizeste com Seon, rei dos amorreus, que vivia em Hesbon.”

3E o Senhor, nosso Deus, entregou também Og, rei de Basã, nas nossas mãos, com todo o seu exército. Infligimos-lhe tamanha derrota que não ficou ninguém. 4Na mesma altura, conquistámos todas as suas cidades e não houve povoação que nós lhes não tomássemos. Foram sessenta cidades, em toda a região de Argob, que pertencia aos domínios de Og, em Basã. 5Todas estas eram cidades fortificadas, com altas muralhas, portas e ferrolhos, sem contar as povoações não fortificadas, que eram muitas mais. 6Condenámos tudo à destruição, tal como fizemos com Seon, rei de Hesbon: destruímos cidades, homens, mulheres e crianças. 7Mas os animais e os despojos das cidades recolhemo-los para nós. 8Foi nessa altura que conquistámos aos dois reis amorreus, que havia do outro lado do Jordão, o território que vai desde o vale do rio Arnon até ao monte Hermon3,8 Monte Hermon. Situado no norte da Palestina é ali que nasce o rio Jordão.. 9Os fenícios de Sídon chamavam ao Hermon o Sírion e os amorreus chamavam-lhe Senir.

10Todas as cidades do planalto e toda a região de Guilead e de Basã até Salca e Edrei eram cidades do reino de Og. 11Og, rei de Basã, era o único descendente que restava dos gigantes refaítas. Imaginem que tinha uma cama de ferro com cerca de quatro metros de comprimento e dois de largura, que ainda se pode ver em Rabá, capital dos descendentes de Amon.»

Território de Rúben, Gad e Manassés

12«O território conquistado naquela altura, desde Aroer até ao vale do rio Arnon e metade das montanhas de Guilead, com as suas cidades, dei-o aos descendentes de Rúben e de Gad. 13A parte restante de Guilead, toda a região de Basã, que tinha pertencido ao antigo reino de Og, e toda a região de Argob, conhecida como terra dos refaítas, dei-as à meia tribo de Manassés. 14Jair, descendente de Manassés, ficou com toda essa região de Argob até à fronteira de Guechur e de Macá e deu o seu nome àquelas regiões e a Basã, chamando-lhe Havot-Jair ou Aldeias de Jair, nome que ainda hoje conserva. 15À família Maquir3,15 Maquir é igualmente filho de Manassés; ver Gn 50,23; Nm 26,29. dei a região de Guilead. 16Aos descendentes de Rúben e de Gad dei ainda parte de Guilead até ao vale do rio Arnon, tendo o centro do rio como limite, e até ao rio Jaboc, que faz fronteira com os descendentes de Amon. 17Dei-lhes ainda a região da Arabá e o vale do Jordão, para oriente das encostas do monte Pisga, com limite no rio Jordão, desde o lago de Genesaré até ao Mar do Sal, isto é o mar Morto.

18Nessa altura, eu ordenei: “O Senhor, vosso Deus, deu-vos este território como propriedade, mas todos os vossos homens aptos para a guerra devem ir à frente dos outros israelitas, vossos compatriotas. 19Só as mulheres e as crianças é que ficarão nas cidades que vos dei, bem como o vosso gado. E eu sei que têm muitos animais.

20Quando o Senhor conceder descanso também aos vossos irmãos das outras tribos, dando-lhes a posse da terra que lhes prometeu do outro lado do Jordão, então cada um de vós poderá voltar para a propriedade que vos dei3,20 Sobre os v. 18–20, ver Js 1,12–15.”.

21Nessa altura, fiz as seguintes recomendações a Josué: “Tu foste testemunha de tudo o que o Senhor, vosso Deus, fez àqueles dois reis. Pois o Senhor fará o mesmo a todos os reinos por onde irás passar. 22Não tenhas medo deles, porque o Senhor, vosso Deus, combaterá por vós.”»

Moisés não entrará em Canaã

(Deuteronómio 32,48–52; Números 27,12–14)

23«Naquela ocasião, orei assim ao Senhor: 24Senhor, meu Deus, começaste a mostrar ao teu servo a tua grandeza e o teu poder. Não existe outro Deus, no céu ou na terra, que realize os prodígios e maravilhas que tu fazes. 25Deixa-me passar para o outro lado do Jordão, para poder ver aquela terra maravilhosa, aquelas belas montanhas e o Líbano.” 26Mas o Senhor tinha-se indignado contra mim, por vossa causa, não escutou o meu pedido e respondeu: “Basta! Não quero que me voltes a falar nesse assunto. 27Sobe ao cimo do monte Pisga e olha para ocidente, para norte, para sul e para oriente. Observa bem tudo, pois para o outro lado do Jordão tu não passarás. 28Dá instruções a Josué, encoraja-o e anima-o, porque ele irá à frente deste povo e ele lhes há de distribuir a terra que tu vais ver.”

29E continuámos acampados no vale, em frente de Bet-Peor3,29 Bet-Peor. Localidade situada junto do monte Pisga, a nordeste do mar Morto.