a BÍBLIA para todos Edição Católica (BPTct)
29

Chegada de Jacob a Haran

291Jacob pôs-se de novo a caminho e continuou a viagem para as terras do Oriente. 2Um dia encontrou no campo um poço, perto do qual se encontravam juntos três rebanhos de ovelhas, pois era daquele poço que davam água a beber aos rebanhos. A pedra que tapava a boca do poço era enorme. 3Por isso, quando se juntavam lá todos os rebanhos, os pastores rolavam a pedra da boca do poço, davam de beber aos rebanhos e depois voltavam a colocar a pedra como antes.

4Jacob perguntou aos pastores: «Amigos, donde são?» E eles responderam: «Somos de Haran.»

5Jacob perguntou de novo: «Por acaso, conhecem Labão, descendente de Naor?» «Conhecemos, sim», responderam eles.

6Jacob perguntou ainda: «Ele está bem?» «Está, sim. Olha! A filha dele, Raquel vem aí com o rebanho», indicaram os pastores.

7Jacob disse: «Ainda é bastante cedo. Ainda não é tempo de recolher o rebanho. Deem-lhe de beber e levem-no outra vez a pastar.» 8Eles responderam: «Não podemos. Temos que esperar que se juntem todos os rebanhos, para que os pastores tirem a pedra de cima do poço e possamos dar de beber ao rebanho.»

9Enquanto estava a falar com eles, chegou Raquel com as ovelhas do seu pai, pois ela era pastora. 10Ao ver Raquel, filha do seu tio Labão, com o rebanho de seu tio, Jacob aproximou-se e retirou a pedra de cima do poço e deu água ao rebanho do seu tio Labão. 11Depois saudou Raquel com um beijo e não pôde conter as lágrimas. 12Jacob anunciou a Raquel que ele era parente do pai dela, pois era filho de Rebeca. E ela foi a correr levar a notícia ao pai.

13Labão, ao ouvir falar do seu sobrinho, Jacob, correu ao encontro dele, abraçou-o, beijou-o e conduziu-o para sua casa. Jacob contou-lhe então tudo o que tinha acontecido. 14E Labão exclamou: «Realmente tu és da minha própria família.»

E Jacob ficou em casa dele.

Casamento de Jacob

Jacob já estava há um mês em casa de Labão, 15quando este lhe disse: «É certo que tu és meu parente. Mas até agora tens trabalhado para mim de graça. Diz-me que salário queres.»

16Labão tinha duas filhas, a mais velha chamava-se Lia e a mais nova, Raquel. 17Lia tinha uns olhos muito ternos. Mas Raquel era bonita e elegante. 18Jacob gostava muito de Raquel e por isso respondeu: «Aceito trabalhar para ti, durante sete anos, para casar com Raquel, a tua filha mais nova.» 19Labão respondeu: «Está bem. É melhor casá-la contigo do que casá-la com outro qualquer. Podes continuar em minha casa.» 20Para obter Raquel, Jacob trabalhou durante sete anos e, pelo amor que lhe tinha, aqueles sete anos pareceram-lhe apenas alguns dias.

21Depois disse a Labão: «Dá-me a minha mulher, para eu casar com ela, pois já acabou o tempo combinado.»

22Labão convidou toda a gente do lugar e ofereceu um banquete. 23Mas à noite, em vez de Raquel, Labão levou Lia para o quarto dos noivos e foi com ela que Jacob dormiu. 24Labão deu à sua filha Lia a escrava Zilpa, para ficar ao serviço dela.

25Pela manhã, quando Jacob se deu conta de que era Lia foi reclamar a Labão: «Que é que me fizeste? Por amor de Raquel andei a trabalhar para ti. Por que é que me enganaste?»

26Labão respondeu: «Cá na nossa terra não é costume casar a filha mais nova antes da mais velha. 27Mas depois dos sete dias de lua de mel, podemos dar-te também a outra em casamento, desde que te comprometas a trabalhar para mim outros sete anos mais.»

28Jacob assim fez. Passaram os sete dias da lua de mel e Labão deu-lhe também a sua filha Raquel como esposa. 29A Raquel, Labão deu Bilá, sua escrava, para ficar ao serviço dela. 30Jacob dormiu também com Raquel e esta era a sua preferida. E durante mais sete anos Jacob ficou ao serviço de Labão.

Os filhos de Jacob e de Lia

31O Senhor viu que Lia era menos amada do que Raquel e fez com que Lia pudesse ter filhos e Raquel não.

32Lia ficou grávida e deu à luz um filho e deu-lhe o nome de Rúben29,32 O nome Rúben tem em hebraico um som semelhante ao da expressão “Olhem um filho!”.. Porque, dizia ela: «O Senhor olhou para a minha angústia e daqui em diante talvez o meu marido passe a gostar mais de mim.» 33Voltou a ficar grávida e a dar à luz um filho a quem chamou Simeão29,33 Simeão é um nome derivado do verbo hebraico que significa “ouvir”., porque, dizia ela: «O Senhor ouviu dizer que eu não era amada e deu-me outro filho.» 34Mais uma vez ficou grávida e deu à luz um filho e deu-lhe o nome de Levi29,34 O nome Levi assemelha-se ao verbo hebraico que significa “unir-se”, “ligar”., pois — dizia ela: «Desta vez o meu marido ficará mais afeiçoado a mim, pois já lhe dei três filhos.» 35Voltou ainda a engravidar e ao dar à luz o filho exclamou: «Desta vez poderei louvar o Senhor.» Por isso, deu ao filho o nome de Judá29,35 Em hebraico, o nome Judá tem certa semelhança com a palavra usada para exprimir a ideia de “louvar”.. E depois não voltou a ter filhos.