a BÍBLIA para todos Edição Católica (BPTct)
8

Jesus dá de comer a cerca de quatro mil pessoas

(Mateus 15,32–39)

81Pouco tempo depois, juntou-se outra vez em volta de Jesus uma grande multidão. Quando já não havia comida, Jesus chamou os discípulos e disse: 2«Estou com pena desta gente que anda comigo há três dias e não tem nada para comer. 3Se os mando para casa com fome vão cair de fraqueza pelo caminho. E alguns vieram de longe.» 4Mas os discípulos responderam-lhe: «Aonde é que vamos buscar pão para tanta gente neste lugar deserto?» 5Jesus perguntou: «Quantos pães têm aí?» E eles responderam: «Sete.»

6Então Jesus mandou o povo sentar-se no chão. Pegou nos sete pães, agradeceu a Deus, partiu-os, e ia-os dando aos discípulos para os distribuírem pelo povo. E eles assim fizeram. 7Também tinham alguns peixes que igualmente agradeceu e entregou aos discípulos para os distribuírem. 8Todos comeram até ficarem satisfeitos e ainda se recolheram sete cestos com os pedaços que sobraram. 9Eram cerca de quatro mil pessoas.

Depois Jesus mandou o povo embora, 10entrou no barco com os discípulos e foi para a região de Dalmanuta8,10 Dalmanuta. Localidade desconhecida..

Sinais do poder de Jesus

(Mateus 16,1–4)

11Chegaram os fariseus e puseram-se a discutir com Jesus. Queriam que ele lhes desse uma prova, que fizesse qualquer sinal vindo do céu. 12Jesus suspirou profundamente e disse: «Por que é que esta gente me pede um milagre? Digo com toda a franqueza que não lhes vou fazer nenhum sinal.» 13Então deixou-os, tornou a entrar no barco, e foi para a outra banda do lago.

O fermento dos fariseus e de Herodes

(Mateus 16,5–12)

14Os discípulos esqueceram-se de levar comida e só tinham um pão no barco. 15Então Jesus recomendou-lhes: «Tenham cuidado com o fermento dos fariseus e do rei Herodes16E os discípulos discutiam entre si porque pensavam que Jesus tinha dito aquilo por eles não terem pão.

17Jesus apercebeu-se e disse: «Por que é que estão a discutir por não terem pão? Não percebem nem entendem? Têm o coração tão endurecido? 18Se têm olhos e ouvidos, por que é que não veem nem ouvem? Não se lembram? 19Quando parti os cinco pães para dar de comer a cinco mil pessoas quantos cestos recolheram com sobras?» «Doze8,19 Ver 6,35–44.», disseram eles. 20«E quantos recolheram quando parti os sete pães para quatro mil pessoas?» «Sete8,20 Ver 8,1–9.», responderam. 21E Jesus acrescentou: «Então ainda não compreendem?»

Cura de um cego em Betsaida

22Jesus e os discípulos chegaram a Betsaida. Trouxeram um cego e pediram a Jesus que lhe tocasse. 23Ele pegou na mão do cego e levou-o para fora da povoação. Depois chegou-lhe saliva aos olhos, colocou as mãos sobre ele e perguntou: «Vês alguma coisa?» 24O homem abriu os olhos e disse: «Vejo sim, vejo pessoas que parecem árvores a caminhar!» 25Jesus pôs-lhe outra vez as mãos nos olhos e quando o homem voltou a abri-los já via perfeitamente tudo quanto estava em volta. 26Mandou-o para casa e disse-lhe que não entrasse de novo na povoação.

Pedro declara que Jesus é o Messias

(Mateus 16,13–20; Lucas 9,18–21)

27Jesus foi depois com os discípulos para as aldeias da região de Cesareia de Filipe8,27 Ver Mt 16,13 e nota. e pelo caminho perguntou-lhes: «Quem diz o povo que eu sou?» 28E eles responderam: «Uns dizem que tu és João Batista, outros, que és Elias, e outros ainda, que és um dos profetas29Jesus acrescentou: «E vocês, quem acham que eu sou?» «Tu és o Messias!», respondeu Pedro. 30Jesus ordenou-lhes que não dissessem isso a ninguém.

Jesus fala da sua morte e ressurreição

(Mateus 16,21–28; Lucas 9,22–27)

31Jesus começou então a ensinar aos discípulos: «É preciso que o Filho do Homem sofra muito, seja rejeitado pelos anciãos, pelos chefes dos sacerdotes e pelos doutores da lei; que seja morto e depois de três dias ressuscite.»

32Jesus falava abertamente sobre o assunto. Mas Pedro chamou-o à parte e começou a censurá-lo por dizer aquilo. 33Jesus voltou-se, olhou para os discípulos e repreendeu Pedro: «Sai da minha frente, Satanás! Só percebes as coisas humanas e não as de Deus.»

34Depois chamou a multidão, juntamente com os discípulos, e disse: «Se alguém quiser acompanhar-me, renuncie-se a si mesmo, pegue na sua cruz e siga-me. 35Quem quiser salvar a sua vida, perdê-la-á, mas quem perder a vida, por causa de mim e do evangelho, a salvará. 36Pois que proveito tem alguém em ganhar o mundo inteiro e perder a vida? 37Que poderá uma pessoa dar em troca da sua vida?

38Portanto, se alguém dentre esta gente infiel e pecadora tiver vergonha de mim e do que eu ensino, também o Filho do Homem, quando vier na glória de seu Pai com os santos anjos, terá vergonha dessa pessoa.»