a BÍBLIA para todos Edição Católica (BPTct)
24

241Balaão compreendeu que o Senhor queria abençoar Israel e já não foi, como das outras vezes, à procura de revelações, mas voltou-se imediatamente para o deserto. 2Olhou para os israelitas, que estavam acampados por tribos. Nisto o Espírito de Deus inspirou-o 3e Balaão recitou o seguinte poema:

«Mensagem de Balaão, filho de Beor,

homem de olhar penetrante24,3 Ou: que sabe fechar os olhos, para melhor se concentrar numa luz interior.

4que recebe revelações de Deus

e visões da parte do Todo-Poderoso,

daquele que entra em êxtase e vê com mais clareza!

5Que belas são as vossas tendas, ó descendentes de Jacob,

as vossas moradas, ó israelitas.

6Estendem-se como vales férteis,

como jardins junto ao rio,

como árvores de aloés e como cedros,

que o Senhor plantou à beira de água.

7A água corre dos reservatórios deste povo

e com água as searas produzem muito.

O seu rei é mais forte do que Agag24,7 Ver 1 Sm 15.

e o seu reinado será soberano.

8Deus fê-los sair do Egito,

atacando o Egito como um touro irresistível.

Devora os povos seus inimigos,

esmagando-lhes os ossos

e ferindo-os com as suas flechas,

9acocorado em atitude de espera,

como os tigres e os leões.

Quem lhe poderá resistir?

Quem te abençoa, ó Israel, é abençoado24,9 Ver Gn 49,9.

e quem te amaldiçoa é amaldiçoado.»

10Muito irritado, Balac ameaçava bater em Balaão e disse: «Mandei-te vir para amaldiçoares o meu inimigo e tu já o abençoaste por três vezes. 11Pois agora, vai-te embora para a tua terra. Eu tinha-te prometido honrarias, mas o Senhor não consentiu que as conseguisses!»

Balaão anuncia o futuro de Israel

12Balaão respondeu a Balac: «Eu já tinha dito claramente aos mensageiros que enviaste a minha casa 13que eu não poderia desobedecer às ordens do Senhor, fazendo qualquer coisa por minha iniciativa, fosse bem ou fosse mal, ainda que Balac me desse o seu palácio cheio de prata e ouro. O que o Senhor me disse é isso que eu vou dizer. 14E agora volto para junto dos meus. Mas antes disso, quero anunciar-te aquilo que este povo há de fazer ao teu povo no futuro.» 15E Balaão recitou o seguinte poema:

«Mensagem de Balaão, filho de Beor,

homem de olhar penetrante24,15 Ver 24,3 e nota.,

16mensagem daquele que recebe revelações de Deus

e visões da parte do Todo-Poderoso,

que conhece os planos do Altíssimo

e que entra em êxtase e vê com mais clareza.

17Estou a ver o que acontecerá mais tarde,

num futuro ainda distante.

Uma estrela de Jacob vai dominar24,17 No oriente a estrela era o sinal dos deuses e dos reis. (Ver Mt 2,2). Este oráculo referia-se talvez a David, vencedor dos moabitas (2 Sm 8,2). Através dele é visada toda a sua dinastia, e finalmente o messias-rei esperado.,

vai erguer-se um cetro de Israel

que há de esmagar a cabeça aos moabitas

e destruir os nómadas descendentes de Set.

18Conquistará a região de Seir,

apoderando-se do país dos edomeus, seus inimigos.

Israel ficará rico

19e Jacob há de mandar em todos eles

e acabará com os sobreviventes da capital.»

20Depois referindo-se aos amalecitas, Balaão disse:

«Os amalecitas são um povo muito importante,

mas no futuro serão destruídos.»

21Referindo-se aos quenitas disse:

«A tua morada é segura,

o teu ninho está colocado no rochedo24,21 Em hebraico a palavra quenita lembra a palavra que significa “ninho”..

22Contudo até esse ninho será queimado

e um dia os assírios hão de levar-te prisioneiro24,22 Ou: E os da tribo de Achur hão de levar-te prisioneiro. Ver Gn 25,3.

23Balaão acrescentou ainda:

«Ai! Quem poderá viver,

quando Deus fizer tudo isto?

24Navios virão do lado de Chipre

e oprimirão descendentes de Assur24,24 Em vez de Assur, podia ser a tribo de Achur (Gn 25,3). e de Héber24,24 Héber era antepassado de Abraão e dos hebreus (1 Cr 1,25–27).

mas também esse finalmente perecerá.»

25Depois disto, Balaão pôs-se a caminho de sua casa e Balac foi-se também embora.

25

Os israelitas praticam idolatria

251Estando os israelitas em Chitim, alguns começaram a deixar-se arrastar por mulheres de Moab, 2que os convidavam a comer da carne dos sacrifícios oferecidos aos seus deuses e a inclinar-se diante deles. 3Os israelitas associaram-se ao culto do deus Baal de Baal-Peor25,3 Peor é uma montanha na região de Moab, ver 23,28, onde havia um santuário de Baal. e o Senhor ficou muito indignado contra os israelitas.

4O Senhor disse então a Moisés: «Manda matar todos os chefes do povo, na minha presença à luz do dia, e eu deixarei de estar irado contra os israelitas.» 5Moisés disse aos responsáveis israelitas: «Que cada um mate os homens do seu grupo que se associaram ao culto do deus Baal, de Baal-Peor.»

6Naquele momento, chegava um israelita que trazia consigo para a sua tenda uma madianita, mesmo na frente de Moisés e de toda a comunidade, enquanto estes se lamentavam à entrada da tenda do encontro. 7Ao vê-lo, Fineias, filho de Eleazar, neto do sacerdote Aarão, levantou-se do meio da comunidade e, com uma lança na mão, 8entrou na tenda daquele israelita, imediatamente atrás dele, e atravessou-o com a lança, a ele e à dita mulher. E a mortandade entre os israelitas só terminou, 9quando já tinham morrido vinte e quatro mil pessoas.

10O Senhor disse a Moisés: 11«O sacerdote Fineias, filho de Eleazar e neto do sacerdote Aarão, zelando pelos meus interesses entre os israelitas, fez com que cessasse a minha indignação contra eles e impediu que eu acabasse com eles, por esse motivo. 12Por isso, diz-lhe que lhe ofereço uma aliança de paz: 13o sacerdócio será para ele e para os seus descendentes. É um compromisso eterno sobre o sacerdócio, em troca de ele ter defendido os interesses do seu Deus e de ter purificado os israelitas do seu pecado

14O israelita que foi morto com a madianita era Zimeri, filho de Salum, chefe de clã da tribo de Simeão. 15A madianita que foi morta chamava-se Cozebi e era filha de Sur, chefe dum clã madianita.

16O Senhor disse a Moisés: 17«Ataquem os madianitas e desfaçam-nos, 18porque eles atacaram-vos, tentando seduzir-vos com os cultos de Baal-Peor e por meio de Cozebi, filha dum chefe madianita, que foi morta no dia da mortandade, em Baal-Peor.»

Segundo recenseamento dos israelitas

19Depois daquela mortandade,

26

261O Senhor falou a Moisés e ao sacerdote Eleazar, filho de Aarão: 2«Façam o recenseamento de toda a comunidade dos israelitas, com mais de vinte anos de idade e aptos para o exército, registando-os por clãs26,2 Todos os homens recenseados no cap. 1 tinham já morrido; ver 26,64–65.

3Moisés e o sacerdote Eleazar dirigiram-se aos israelitas, nas planícies de Moab, junto ao Jordão, em frente de Jericó, dizendo-lhes 4que tinham de ser recenseados todos os israelitas com mais de vinte anos de idade, tal como o Senhor tinha ordenado a Moisés.

Esta é a lista dos israelitas que saíram do Egito, segundo as suas tribos. 5As famílias descendentes da tribo de Rúben, o filho mais velho de Jacob, eram as de Henoc, Palu, 6Hesron e Carmi; 7o total de recenseados das famílias de Rúben foi de quarenta e três mil setecentos e trinta homens. 8De Palu nasceu Eliab 9e de Eliab, Nemuel, Datan e Abiram. Datan e Abiram foram aqueles conselheiros da comunidade que se revoltaram contra Moisés e Aarão, quando o grupo de Coré se revoltou contra o Senhor. 10A terra abriu-se e engoliu-os a eles e a Coré. E morreram todos os do grupo, porque o fogo devorou outros duzentos e cinquenta homens. E isto serviu de aviso. 11Mas os filhos de Coré não morreram.

12As famílias descendentes da tribo de Simeão eram as de Nemuel, Jamin, Jaquin, 13Zera e Saul. 14O total de recenseados da tribo de Simeão foi de vinte e dois mil e duzentos homens.

15As famílias descendentes da tribo de Gad eram as de Safon, Hagui, Chuni, 16Ozni, Eri, 17Arod, Areli. 18O total de recenseados da tribo de Gad foi de quarenta mil e quinhentos homens.

19Dos filhos de Judá tinham morrido Er e Onan, ainda na terra de Canaã. 20Deste modo, as famílias descendentes da tribo de Judá eram as de Chela, Peres e Zera. 21As famílias descendentes de Peres eram as de Hesron e Hamul. 22O total dos recenseados da tribo de Judá foi de setenta e seis mil e quinhentos homens.

23As famílias descendentes da tribo de Issacar eram as de Tola, Puva, 24Jassub e Chimeron. 25O total dos recenseados da tribo de Issacar foi de sessenta e quatro mil e trezentos homens.

26As famílias descendentes da tribo de Zabulão eram as de Séred, Elon e Jaliel. 27O total dos recenseados da tribo de Zabulão foi de sessenta mil e quinhentos homens.

28As famílias descendentes de José constituíam as famílias de Manassés e Efraim. 29As famílias descendentes da tribo de Manassés eram a de Maquir, a do seu filho Guilead 30e as dos filhos deste último: Iézer, Helec, 31Asriel, Sequém, 32Chemidá, Héfer. 33Selofad, que era filho de Héfer, não tinha filhos; só teve filhas e estas eram Mala, Noa, Hogla, Milca e Tirça. 34O total dos recenseados da tribo de Manassés foi de cinquenta e dois mil e setecentos homens. 35As famílias descendentes da tribo de Efraim eram as de Chutela, Béquer e Taan. 36Os descendentes de Chutela eram os da família de Eran. 37O total dos recenseados da tribo de Efraim foi de trinta e dois mil e quinhentos. As famílias destas duas tribos compreendiam todos os descendentes de José.

38As famílias dos descendentes da tribo de Benjamim eram as de Bela, Asbel, Airam, 39Chefufam e Hufam. 40As famílias descendentes de Bela eram as de Arde e Naaman. 41O total dos recenseados da tribo de Benjamim foi de quarenta e cinco mil e seiscentos homens.

42As famílias dos descendentes da tribo de Dan eram as do clã de Chuam. 43O total dos recenseados do clã de Chuam foi de sessenta e quatro mil e quatrocentos homens.

44As famílias dos descendentes da tribo de Asser eram as de Jímena, Jisvi e Beria. 45As famílias descendentes de Beria eram as de Héber e Malquiel. 46Asser tinha uma filha chamada Sera. 47O total dos recenseados da tribo de Asser foi de cinquenta e três mil e quatrocentos homens.

48As famílias dos descendentes da tribo de Neftali eram as de Jaciel, Guni, 49Jécer e Chilém. 50O total dos recenseados da tribo de Neftali foi de quarenta e cinco mil e quatrocentos homens.

51O total de israelitas recenseados foi de seiscentos e um mil setecentos e trinta homens.

Normas para a repartição da terra

52O Senhor disse a Moisés: 53«Entre estas pessoas é que deve ser repartida a terra, conforme o número de homens recenseados. 54Aos grupos maiores deves dar uma parte maior e aos mais pequenos, uma parte mais pequena; cada um deve receber conforme o número dos recenseados. 55Mas a distribuição das terras deve ser tirada à sorte; e conforme o número das pessoas de cada tribo assim receberão a herança. 56A distribuição deve ser feita por tiragem à sorte tanto no grupo dos numerosos como no dos menos numerosos26,56 Sobre os v. 52–56, ver Nm 33,54; 34,13; Js 14,1–2.

Segundo recenseamento dos levitas

57As famílias dos descendentes da tribo de Levi contadas no recenseamento foram as de Gerson, Queat e Merari. 58As famílias de Libni, Hebron, Mali, Muchi e Corá eram também famílias levitas26,58 Ver Ex 6,17–29.24..

Queat foi o pai de Ameram. 59Ameram casou com uma filha de Levi, que se chamava Jocbed e tinha nascido quando Levi estava no Egito. Ameram e Jocbed foram os pais de Aarão, Moisés e Míriam, sua irmã. 60Os filhos de Aarão foram Nadab, Abiú, Eleazar e Itamar26,60 Ver Nm 3,2; Ex 6,23.. 61Nadab e Abiú morreram, quando apresentavam diante do Senhor uma oferta de incenso que não estava conforme com as normas26,61 Ver Nm 3,4; Lv 10,1–7..

62O total dos recenseados descendentes de Levi, com mais de um mês de idade, foi de vinte e três mil homens. Eles não tinham sido incluídos no recenseamento dos outros israelitas, porque também não eram contemplados na distribuição das terras.

Conclusão do recenseamento

63Este foi o resultado do recenseamento dos israelitas feito por Moisés e pelo sacerdote Eleazar nas planícies de Moab, junto do Jordão, em frente de Jericó.

64Entre estes recenseados não se encontrava nenhum daqueles que faziam parte do recenseamento feito por Moisés e pelo sacerdote Aarão, no deserto do Sinai26,64 Ver Cap. 1 e 3.. 65O Senhor tinha-lhes anunciado que iam morrer no deserto. Por isso, já não restava nenhum deles, exceto Caleb, filho de Jefuné, e Josué26,65 Ver 14,24–38., filho de Nun.

Utilizamos cookies de acordo com o nossa Política de Privacidade, respeitamos a privacidade dos seus dados.[ocultar mensagem]