a BÍBLIA para todos Edição Católica (BPTct)
142

Oração de um perseguido

1421Poema da coleção de David. Oração dita quando estava na caverna142,1 Ver Sl 57,1; 1 Sm 22,1–2; 24,1–9..

2Em voz alta clamo ao Senhor;

em voz alta suplico ao Senhor.

3Exponho na sua presença as minhas queixas;

dou a conhecer na sua presença a minha angústia:

4«Quando eu estou prestes a desanimar,

tu sabes o caminho que devo tomar.

No caminho em que seguia puseram-me uma armadilha.

5Olha bem à minha volta,

não há ninguém que me reconheça;

já não consigo escapar

e não tenho ninguém para cuidar de mim!

6Clamo a ti, Senhor, e digo-te: “Tu és o meu refúgio;

tu és tudo o que tenho na vida!”

7Atende os meus lamentos, porque estou sem forças;

livra-me dos que me perseguem,

que são mais fortes do que eu.

8Tira-me desta prisão, para que louve o teu nome.

Os homens justos me rodearão,

por teres sido bondoso para mim.»

143

Prece de socorro

1431Salmo da coleção de David.

Senhor, escuta a minha oração, atende as minhas súplicas;

responde-me, pois tu és justo e fiel!

2Não chames a contas este teu servo,

porque diante de ti ninguém está inocente143,2 Ver Rm 3,20; Gl 2,16..

3Os meus inimigos perseguem-me e deitaram-me por terra;

obrigaram-me a viver na escuridão,

como os que já morreram há muito tempo.

4O meu espírito desfalece em mim;

sinto o coração desolado.

5Lembro-me dos tempos que passaram

e penso em tudo o que me tens feito;

medito sobre todas as tuas obras.

6Ergo para ti as mãos em oração.

Como a terra seca, a minha alma está sedenta de ti.

7Senhor, responde-me depressa; sinto-me desfalecer!

Não desvies de mim o teu olhar,

porque então seria como os mortos.

8Faz com que eu sinta todas as manhãs o teu amor,

porque pus em ti a minha confiança;

para ti elevo a minha alma,

mostra-me o caminho que devo seguir.

9Em ti busco proteção, Senhor;

livra-me dos meus inimigos.

10Tu és o meu Deus;

ensina-me a fazer a tua vontade.

Que o teu bondoso espírito

me guie pelo caminho reto!

11Dá-me vida, Senhor! Honra o teu bom nome!

Tira a minha alma da angústia, porque tu és justo!

12Destrói os meus inimigos, porque és fiel!

Destrói todos os que me atormentam, porque sou teu servo!

144

Ação de graças pela vitória

1441Salmo da coleção de David.

Bendito seja o Senhor, que me protege144,1 Literalmente: meu rochedo.!

Ele exercita-me para a batalha e prepara-me para a guerra.

2Ele é a minha consolação, minha fortaleza e meu refúgio;

é o meu libertador e protetor em quem confio;

ele subjuga os povos aos meus pés.

3Ó Senhor, que é o homem, para que penses nele?

Que é o ser humano, para que o tenhas em consideração144,3 Ver 8,5.?

4O homem é como um suspiro;

a sua vida passa como uma sombra.

5Senhor, desce dos altos céus e vem até nós;

toca nos montes, para que eles fumeguem.

6Lança as tuas setas e dispersa os inimigos;

lança-as como raios e põe-nos em fuga.

7Lá do alto, com a tua mão poderosa,

retira-me das águas profundas;

e livra-me das mãos desta gente selvagem.

8Eles nunca dizem a verdade

e com a sua mão direita juram falso.

9Cantar-te-ei, ó Deus, um novo cântico;

cantar-te-ei louvores com harpa de dez cordas.

10Tu, que concedes aos reis a vitória,

que livras o teu servo David da espada mortal,

11livra-me do poder desta gente selvagem.

Eles nunca dizem a verdade

e com a mão direita juram falso.

12Que os nossos filhos, na sua juventude,

sejam como plantas em crescimento;

que as nossas filhas sejam

como colunas esculpidas de palácios.

13Que os nossos celeiros se encham completamente;

que os nossos rebanhos aumentem aos milhares,

às dezenas de milhar nos nossos campos.

14Que os nossos animais sejam férteis

e que não haja ataques nem perdas,

nem gritos de alarme nas nossas ruas.

15Feliz o povo a quem isto acontece!

Feliz o povo, cujo Deus é o Senhor!