a BÍBLIA para todos Edição Católica (BPTct)
53

Condenação dos insensatos

(Salmos 14)

531Ao diretor do coro. Em forma de coral. Hino da coleção de David.

2Os insensatos dizem para si mesmos: «Não há Deus53,2 Ver nota a 14,1.

Todos se perverteram e fizeram coisas horríveis;

não há ninguém que faça o bem!

3Deus olhou lá do céu para a Humanidade,

a ver se havia alguém com entendimento,

alguém que procure Deus.

4Mas todos seguiram maus caminhos,

todos igualmente se perverteram.

Não há quem faça o bem, nem um sequer53,4 Ver Rm 3,10–12.!

5Os malfeitores, que devoram o meu povo,

como quem come pão,

e que não invocam a Deus

não serão capazes de compreender?

6Vejam como eles formam conluios,

mas não lhes servem de nada53,6 Ou: Mas depois tremerão de medo, ainda que não haja razão para isso.,

porque Deus espalhará os ossos dos que te cercam.

Tu derrota-los, porque Deus os rejeitou.

7Que venha de Sião a salvação de Israel!

Quando Deus trouxer do exílio o seu povo,

os descendentes de Jacob se alegrarão,

o povo de Israel ficará feliz.

54

Um homem em aflição pede a ajuda de Deus

541Ao diretor do coro. Com instrumentos de cordas. Hino da coleção de David. 2Alguns habitantes de Zif foram perguntar a Saul se David não estaria escondido na terra deles54,2 Ver 1 Sm 23,19–28; 26,1..

3Salva-me, ó Deus! Honra o teu nome!

Mostra o teu poder e faz-me justiça!

4Ouve, ó Deus, a minha oração;

presta ouvidos à minha súplica!

5Estranhos vêm atacar-me

e tiranos querem tirar-me a vida,

sem fazerem caso de Deus.

6Mas Deus é a minha ajuda;

o Senhor é quem me conserva a vida.

7Faz com que o mal recaia sobre os meus perseguidores.

Destrói-os, porque tu és fiel.

8Por isso te agradecerei com ofertas;

louvarei o teu nome, Senhor, porque tu és bom:

9livraste-me das minhas aflições

e eu vi a derrota dos meus inimigos.

55

Oração dum perseguido

551Ao diretor do coro. Com instrumentos de cordas. Hino da coleção de David.

2Ouve, ó Deus, a minha oração;

presta ouvidos à minha súplica!

3Escuta-me e responde-me;

desce para acolher a minha queixa.

4Eu tremo ao ouvir os gritos dos inimigos,

ao enfrentar os pecadores.

Eles fazem cair a desgraça sobre mim

e perseguem-me com ódio.

5Aperta-se-me no peito o coração;

o terror da morte caiu sobre mim.

6Terrores e tremores apoderam-se de mim;

estou a tremer de medo!

7Quem me dera ter asas como a pomba,

para poder voar e achar abrigo!

8Fugiria para bem longe,

viveria no deserto.

9Buscaria depressa um refúgio

contra a fúria do vento e da tempestade.

10Senhor reduz ao silêncio as suas línguas mentirosas,

pois vejo na cidade violência e discórdia.

11Dia e noite rondam pelas muralhas

e reina dentro delas o crime e a intriga.

12Dentro da cidade habita a maldade;

das suas ruas não saem a opressão e a fraude.

13Se quem me ofendeu fosse um inimigo,

esse podia eu suportar;

se quem se voltou contra mim fosse o que me odeia,

desse eu podia esconder-me.

14Mas foste tu, meu íntimo amigo,

companheiro de todas as horas,

15com quem eu partilhava conselhos agradáveis,

com quem eu ia feliz ao templo de Deus!

16Que a morte surpreenda os meus inimigos!

Que desçam vivos ao mundo dos mortos,

porque a malvadez habita no íntimo dos seus corações.

17Quanto a mim, invoco a Deus;

o Senhor me salvará.

18À tarde, de manhã e ao meio-dia orarei;

queixar-me-ei e ele escutará a minha voz.

19Ele resgatou-me completamente

e pôs-se do meu lado;

pois eram muitos os que estavam contra mim.

20Deus, que reina eternamente, e nunca muda,

ouvir-me-á e os humilhará.

Mas nem assim eles temem a Deus.

21Levantam a mão contra os próprios amigos;

não cumprem os acordos de amizade.

22Usam palavras mais macias que a manteiga,

mas os seus pensamentos são de guerra;

dizem coisas mais suaves que o azeite,

mas no fundo são espadas afiadas.

23«Deixa os teus cuidados ao Senhor

e ele te fortalecerá,

pois não deixará que o justo sucumba para sempre.»

24Tu, ó Deus, os precipitarás no abismo da morte.

Os homens sanguinários e mentirosos

não viverão metade dos seus dias.

Eu, porém, confio em ti.