a BÍBLIA para todos Edição Católica (BPTct)
1

Saudação

11Da parte de Paulo, servo de Deus e apóstolo de Jesus Cristo, para ajudar a fé daqueles que Deus escolheu para o conhecimento da verdade, conforme a doutrina 2que se baseia na esperança da vida eterna. Deus, que não mente, prometeu-nos essa vida, desde tempos imemoriais. 3E, no tempo apropriado, deu-nos a conhecer a sua palavra, na mensagem que me foi confiada e que eu agora anuncio por ordem de Deus, nosso Salvador.

4A Tito1,4 Sobre Tito, ver 2 Co 8,23; Gl 2,3; 2 Tm 4,10., meu verdadeiro filho na fé que partilhamos, desejo graça e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e de Jesus Cristo, nosso Salvador.

Trabalho de Tito na ilha de Creta

5Quando te deixei em Creta, foi para acabares de organizar o que ainda faltava e para nomeares presbíteros em cada localidade, conforme as instruções que te dei. 6O presbítero deve ser alguém irrepreensível, marido fiel1,6 Outra tradução: marido de uma só mulher e casado uma só vez., com filhos crentes, que não sejam culpados de mau comportamento ou de rebeldia. 7Pois um bispo deve ser irrepreensível nas coisas de Deus e por isso não pode levar uma vida reprovável. Não deve ser orgulhoso, nem ter mau génio; não se deve embriagar, nem ser violento, nem ganancioso. 8Mas deve ser hospitaleiro e ser um homem de bem, prudente, justo, piedoso e disciplinado. 9Deve manter-se firme e fiel no ensino da palavra. Assim será capaz de encorajar os outros na verdadeira doutrina e de mostrar aos que se lhe opõem que estão no erro.

10Há muitos, principalmente dos que antes eram judeus, que são insubordinados, charlatães e enganadores. 11É preciso fazê-los calar, porque andam a desorientar famílias inteiras e ensinam o que não devem só para ganharem dinheiro desonestamente. 12Foi mesmo um desses, que era tido entre eles como profeta, que afirmou: «Os de Creta só dizem mentiras. São animais perigosos e comilões preguiçosos1,12 Citação do poeta cretense Epiménides de Cnossos, séc.VI a.C.13E esta opinião é bem verdade. Portanto, tens de os repreender com firmeza para que eles vivam com fidelidade; 14e não façam mais caso de histórias inventadas por judeus nem de doutrinas ensinadas por homens que se desviam da verdade. 15Tudo é puro para os puros, mas nada é bom para os que estão corrompidos e para os descrentes; pois até o seu entendimento e a sua consciência ficam corrompidos. 16Afirmam que conhecem a Deus, mas negam isso com as suas ações. São desprezíveis, teimosos e incapazes de qualquer boa ação.

2

A doutrina verdadeira

21Tu, porém, ensina aquilo que está de acordo com a verdadeira doutrina. 2Ensina aos mais velhos a serem moderados, respeitáveis, prudentes e firmes na fé, no amor e na paciência. 3Aconselha também as mulheres idosas a comportarem-se como convém a uma vida santa. Que não sejam caluniadoras nem muito dadas ao vinho. Devem dar bom exemplo, 4para que as mais novas aprendam a amar os seus maridos e os seus filhos. 5Que sejam moderadas e dignas, boas donas de casa e obedientes aos maridos, para que ninguém blasfeme contra a palavra de Deus.

6Aconselha também os mais jovens a serem controlados. 7Tu próprio deves apresentar-te em tudo como um bom exemplo. Os teus ensinamentos devem ser verdadeiros e dignos. 8Sê justo nas tuas palavras para que ninguém te possa atacar e para que os inimigos fiquem envergonhados por não terem razão para dizerem mal de nós.

9Diz aos escravos que obedeçam aos seus senhores e que façam tudo para lhes agradar, sem os contrariar. 10Não os devem prejudicar. Pelo contrário, devem mostrar-se sempre bons e leais em tudo, para que todos vejam nas suas vidas que é boa a mensagem de Deus, nosso Salvador.

11Pois já se manifestou a graça de Deus, que é de salvação para toda a Humanidade. 12É esse amor que nos ensina a deixarmos a descrença e a abandonarmos os desejos mundanos, para levarmos neste mundo uma vida honesta, justa e piedosa. 13Também nos ensina a viver felizes na esperança de que se há de cumprir o que nos prometeu, que é a manifestação gloriosa do nosso grande Deus e Salvador Jesus Cristo2,13 Outra tradução: do grande Deus e de nosso Salvador Jesus Cristo.. 14Foi ele que se entregou à morte por nós, para nos libertar de toda a maldade e purificar para si mesmo um povo que lhe pertença em exclusivo e se dedique a fazer o bem.

15É isto que tens de ensinar, avisando-os e repreendendo-os com toda a autoridade. E que ninguém tenha desprezo por ti.