44 - Salmos e Provérbios - TAL PAI, TAL FILHO

ORAÇÃO
Senhor, venho a ti como uma criança: sou fraco e não tenho to-das as respostas. Mas confio que tomarás conta de mim e dar-me-ás o que necessito para este dia.

Texto (s) da Bíblia

REFLEXÃO

Quando eu era uma criança, a cave da nossa casa tinha uma casa de banho que ninguém usava. Um dia, reparei que alguém tinha empurrado uma secretária e uma cadeira para o pequeno espaço entre o lavatório e o chuveiro. No espelho, estava um cartão com um versículo escrito: “Fala, que o teu servo está a ouvir” (1 Samuel 3:10). Apercebi-me, de que aquela divisão “esquecida” era o lugar onde o meu pai ia de manhã, antes de todos se levantarem, para ler a Bíblia e orar. Foi assim que ele me ensinou a importância da Palavra de Deus.

O Livro de Provérbios contém os escritos do rei Salomão. Como já vimos, Deus deu-lhe um dom de sabedoria único (1 Reis 2-3). Mas, por detrás dos textos sábios, há um pai a tentar ensinar ao filho como viver uma vida santa (1:8, 10, 15; 2:1-5; 3:1, etc). Este é o trabalho mais importante de qualquer pai.

O argumento principal de Salomão é que, a sabedoria é o fundamento para viver uma vida reta, sejamos um filho ou uma filha. É uma sabedoria que começa com o “respeitar o SENHOR” (1:7; 2:5). Outras versões dizem “temer”, mas, não no sentido de ter medo ou pavor. É antes, uma noção de reverência, obediência e confiança, que deve caracterizar o nosso relacionamento com Deus. É assim que te relacionas com Deus?

A sabedoria divina, também, produz vários benefícios. Ela protege-nos contra o mal e as suas consequências (1:10-19) e oferece-nos alegria e saúde (3:13-26). Por isso, vale a pena buscá-la. Contudo, é importante notar que Salomão está a falar de uma sabedoria mais profunda, que o mero conhecimento racional. A verdadeira sabedoria é o compromisso feito de coração, de aprender e seguir os caminhos de Deus (4:23).

Um pormenor maravilhoso, nesta passagem, é a referência de Salomão à influência dedicada do seu pai e da sua mãe — David e Betsabé (4:3-4). Todos os pais cometem erros, mas, nunca é tarde demais para começarmos a ensinar aos nossos filhos a sabedoria divina, através das nossas palavras e do nosso exemplo.

APLICAÇÃO

Como caracterizas o teu relacionamento com o teu pai terreno? E com o teu Pai celestial? Como tens aprendido acerca da sabedoria de Deus?

ORAÇÃO

Pai, quero viver uma vida que te agrade. Ajuda-me a demonstrar a tua sabedoria nas minhas palavras e ações.