78 - As viagens de Paulo - PARA QUEM É A IGREJA?

ORAÇÃO

Pai, estou tão grato por poder estar na tua presença, por ter cri-do no que Jesus fez através da sua morte e ressurreição.

Texto (s) da Bíblia

REFLEXÃO

Bill Hybels foi forçado a abandonar a sua posição de pastor de jovens, relativamente cedo na sua carreira, porque os anciãos da igreja entenderam que ele estava a atrair o “tipo errado de miúdos” para o grupo de jovens. Frustrado, Hybels iniciou a Willow Creek Community Church. Intencionalmente planeada para atrair descrentes, tornou-se numa das maiores igrejas na América.

O texto de hoje levanta o mesmo tipo de questão que Bill, enquanto pastor de jovens: Para quem é a Igreja? No primeiro século, muitos pensavam que era apenas para o povo Judeu (15:1) ou, pelo menos, para aqueles que adotassem os costumes Judaicos. Mas, os primeiros Cristãos precisavam de compreender que a chave para o plano de salvação de Deus, não estava na raça, mas, sim, na graça (15:11). Naturalmente, a Igreja é, também, o lugar onde os Cristãos crescem na fé, mas, se alguma vez deixar de atrair o “tipo errado de pessoas”, então, perdeu contacto com a visão de Deus.

Outro ponto fascinante sobre esta passagem é perceber de que forma a Igreja primitiva lidava com assuntos que causavam divisão. Repara, que quando o desentendimento se tornou público (15:2), os opositores não recorreram ao “diz que disse” ou a lutas internas. Em vez disso, uniram-se (15:2-4), ouviram todas as partes (15:5-12), permaneceram sensíveis ao trabalho do Espírito Santo (15:8) e, finalmente, aceitaram a decisão do líder (15:19). A Igreja atual devia adotar este modelo.

O capítulo termina com um pós-escrito triste, mas real. Depois de terem ar-riscado, juntos, as suas vidas pelo evangelho, e evitado uma grande divisão na Igreja emergente, Paulo e Barnabé não foram capazes de se entender em relação a um assunto pessoal e separam-se (15:37-39; 13:13). Os desentendimentos entre Cristãos acontecem, nessas alturas devemos buscar a sabedoria de Deus e o conselho de outras pessoas para evitar divisões desnecessárias. Mas, quando tal não for possível, Deus ainda pode fazer surgir coisas boas dos nossos fracassos. Neste caso, o desentendimento duplicou o esforço missionário (15:39-41).

APLICAÇÃO

Que tipo de pessoas a tua igreja atrai? Porquê? Tens algum tipo de desacordo com outro grupo de Cristãos? Como é que esta passagem te instrui?

ORAÇÃO

Espírito Santo, peço a tua direção para saber quando devo defender aquilo em que acredito, e quando me devo conter para evitar divisões.