81 - De Paulo para as Igrejas - AMÉM, IRMÃO!

DE PAULO PARA AS IGREJAS
Tal como descobrimos ao ler o livro dos Atos, Paulo viajou por todo o Império Romano a pregar o evangelho e a começar igrejas. Foi uma missão empolgante e perigosa, mas, apesar de todas as dificuldades encontradas, ele foi eficaz.

Porém, o seu sucesso na plantação de igrejas criou um problema. Como man-ter estas comunidades de novos crentes na direção certa, após a sua parti-da? A maioria delas vivia em cidades pagãs, cheias de idolatria e imoralidade. Muitas das vezes, Paulo só tinha oportunidade de pregar o essencial das Boas Novas, até ser corrido da cidade, pelos seus inimigos. Havia muito mais a comunicar acerca do evangelho, acerca da vida Cristã, da Igreja e de outros assuntos ainda.

Além dos inimigos, Paulo teve de enfrentar falsos profetas que andavam de um lado para o outro a confundir as pessoas, tentando desacreditar a Paulo e ao seu ministério. E, como se isso não bastasse, Paulo esteve preso muitas vezes ficando, assim, impedido de fazer qualquer coisa, ainda que quisesse. Deve ter sido, incrivelmente, frustrante e preocupante ver o trabalho de uma vida inteira a dissipar-se perante os seus olhos. Mas, foi tudo isso que fez dele um escritor de cartas tão diligente. Além da oração, escrever cartas, foi um ponto decisivo da sua estratégia de fortalecimento e edificação da Igreja.

Nas próximas leituras, vamos analisar porções das cartas de Paulo a cinco cidades diferentes — Roma, Galácia, Éfeso, Filipos e Colosso. Cada car-ta contém conselhos diferentes e comentários apropriados às necessidades particulares de cada local. Mas, as cartas contêm, também, temas fortes em comum, tais como as imutáveis Boas Novas de Jesus.

Ao ler as cartas de Paulo podes perguntar: O que posso fazer para fortalecer e encorajar os cristãos à minha volta? De certa forma, as circunstâncias que Paulo estava a enfrentar eram muito diferentes das de hoje. Mas, por outro lado, são surpreendentemente semelhantes. Pede a Deus que te mostre como te podes juntar a Paulo na sua missão de edificar a Igreja.

ORAÇÃO
Pai, obrigado por enviares o teu Filho para morrer por mim e o teu Espírito Santo para viver em mim. Quero que estes factos sejam as influências mais importantes na minha vida.

Texto (s) da Bíblia

REFLEXÃO

Este capítulo faz-me lembrar os discursos do Dr. Martin Luther King. Paulo começa lenta e metodicamente e vai ganhando força, gradualmente, até que, no final, esta-mos todos de pé a gritar “Amém”! Para compreender esta passagem de uma forma criativa, tenta lê-la em voz alta, imaginando que estás a pregar para uma multidão.

Paulo inicia o seu “sermão” com a base do evangelho: Jesus Cristo venceu o pecado e a morte e, depois, deu-nos um novo Espírito (8:1-4). Mas, não chega, simplesmente, entender o evangelho; temos de permitir que afete, também, as nossas ações. Paulo continua e lembra-nos que não existe meio-termo; ou somos controlados pela nossa natureza pecaminosa ou somos controlados pelo Espírito Santo (8:5-17). Se dás por ti, a lutar para viver como um cristão, talvez ainda não tenhas, tomado uma decisão definitiva, acerca de quem é a influência que controla a tua vida.

Nem sempre é fácil fazer esta escolha. A vida é complicada e muitas das situações são ambíguas. Mas, o Espírito Santo é capaz de nos guiar mesmo quando não sabemos o que lhe pedir. Por vezes, aplico Romanos 8:26, literalmente. Quando me sinto esmagado por uma situação oro: “Espírito Santo, não sei qual é a resposta, mas gostaria de orar por…” e, depois, identifico a situação ou o nome da pessoa, várias vezes, e espero em silêncio. Muitas vezes, sinto mais o poder de Deus nestas alturas, do que se tivesse inventado uma “solução” para dizer a Deus.

Romanos 8:28, é um daqueles versículos que devemos, mesmo, memorizar. Mas, re-para, lá não diz que tudo vai ser bom, divertido ou correr bem na tua vida. A experiência de Paulo não foi essa (8:18, 35). Mas, Deus vai usar tudo — até as coisas más – para teu benefício, se lhe pertenceres. Ser cristão não vai tornar a tua vida mais fácil, mas, vai dar-te a certeza de que Deus, realmente, te ama e está no controlo da tua vida. É isto que nos torna mais do que vencedores (8:37).

APLICAÇÃO

Quais são as influências que controlam a tua vida? Que significado teria para ti, seres controlado pelo Espírito?

ORAÇÃO

Espírito Santo, existem tantas situações na minha vida e neste mundo para as quais não tenho resposta. Mas, sei que estás no controlo. Por isso, aqui estão algumas coisas pelas quais peço que ores por mim…